Roteiro de 21 dias na Europa (França, Holanda e Bélgica)

by - domingo, março 17, 2019


Nossa viagem em 2018 foi pela Europa, mais especificamente pela França (Paris), Holanda e Bélgica. Fomos no outono, entre 16/10 a 05/11 e pegamos uma amplitude térmica bem considerável (de 2ºC a 25ºC), o que não ajuda muito na hora de fazer as malas. 

Nesse post vou dar uma visão geral da viagem, quantos dias estivemos em cada local (e quantos são realmente necessários!), deslocamentos e os principais gastos (euros/dia). A parte de hospedagem ficará no post específico de cada país. 

Nosso roteiro foi dividido da seguinte forma (as cidades com roteiro publicado possuem link):

Dia 1 - Paris
Dia 2 - Paris
Dia 3 - Paris (Versailles)
Dia 4 - Paris
Dia 5 - Paris
Dia 6 - Paris
Dia 7 - Amsterdã
Dia 8 - Amsterdã
Dia 9 - Amsterdã
Dia 10 - Zaanse Schans, Haarlem e praia (bate-e-volta de Amsterdã)
Dia 11 - Amsterdã
Dia 12 - Eindhoven (visita aos amigos)
Dia 13 - Roterdã
Dia 14 - Haia (bate-e-volta de Roterdã)
Dia 15 - Roterdã (íamos fazer mais um bate-e-volta mas o tempo não ajudou)
Dia 16 - Antuérpia
Dia 17 - Bruxelas
Dia 18 - Bruxelas
Dia 19 - Bruges (bate-e-volta de Bruxelas)
Dia 20 - Bruxelas (íamos fazer mais um bate-e-volta mas a saúde não ajudou)
Dia 21 - Paris

Não estou considerando neste roteiro os dias de chegada e partida, pois chegamos as 18:30 e saímos as 16:30 - ou seja, são dias perdidos em termos de turismo. Desta vez viajamos com a companhia Air Marroc, que tem sede no Marrocos e (por isso) faz escala em Casablanca - na ida a escala foi de apenas algumas horas e na volta passamos a noite na cidade. Tanto nossa chegada na Europa quanto a saída foram por Paris, pelo aeroporto Orly, que não é o aeroporto mais comum para viagens internacionais mas foi ótimo porque fica mais próximo da cidade do que o Charles de Gaulle. Havia lido alguns comentários ruins sobre a companhia aérea, mas no geral achamos o vôo agradável e não tivemos nenhum tipo de problema.


Nosso perfil de viajante

Cada pessoa tem expectativas e modos de viagem diferentes, e não existe jeito certo ou errado de conhecer um local. Para você saber se as dicas que lê são válidas ou não, acho importante entender o que nós consideramos na hora de viajar e como planejamos nossos dias para você entender se o seu perfil é parecido com o nosso.

Por más experiências que já tivemos, hoje em dia temos um pouco mais de cuidado na escolha das hospedagens. É fundamental um banheiro privativo e, se vamos ficar muito tempo (mais do que 3 noites) preferimos um local apenas nosso (hotel ou apartamento inteiro, no caso de Airbnb). Me preocupo em escolher um local limpinho - locais com muitas críticas a limpeza já saem do radar (por más experiências!). Também prestamos muita atenção na localização pois gostamos de sair a noite, então tentamos ficar mais próximo aos centros turísticos. Dentro do possível ($) busco pegar hotéis com avaliação acima de 8 em sites como o Booking.

Não somos exigentes com comida, e em quase todas as cidades passamos no mercado para comprar alguns lanchinhos para o dia e/ou o café-da-manhã. Normalmente elegemos uma refeição principal no dia, para comer melhor, e o restante nos satisfazemos com lanches.

Também gostamos de ter os dias cheios. É sair de manhã e voltar apenas depois da janta, se possível - ou descansar um pouquinho mais cedo e sair para jantar. Tivemos dias mais tranquilos nestes 21 - até porque o corpo pediu! - mas somos daqueles que se sentem perdendo tempo quando está no hotel. Tentamos sempre ir nas principais atrações e costumamos ter os dias relativamente bem planejados.

Dito isso...

Quantos dias ficar em cada cidade?

Estes três países possuem muito a ser visto. Paris precisa de pelo menos 5 dias inteiros, de preferência mais, e Holanda e Bélgica possuem muitas cidades interessantes para conhecer. Por isso não recomendo um tempo muito menor do que 20 dias para estes locais, visto que foram poucos que tivemos tempo livre - e é bem difícil conseguir 20 dias de sol e tempo bom, então é importante considerar uma folga para os imprevistos.

Agora falando um pouco sobre as cidades que usamos como base (onde nos hospedamos):

Paris é uma das grandes capitais da Europa e possui muitas atrações. Não consigo ver um roteiro com menos de 5 dias na cidade, sendo que o indicado é uma semana. Tivemos praticamente 7 dias inteiros na cidade e não saímos com a sensação de ter visto tudo - ou já estar se ambientando bem com os locais. 

Amsterdã é uma capital que também possui muitos atrativos, mas é bem menor do que Paris. Tivemos 4 dias e meio na cidade, sendo que um foi utilizado para fazer bate-e-volta nas cidades de Zaanse Schans, Harlem e  uma praia (explico melhor no roteiro!). Importante lembrar que é uma cidade chuvosa, e por mais que os locais já estejam acostumados, para nós turistas sempre atrapalha um pouco - evite fazer um roteiro muito apertado aqui.

Eindhoven fomos apenas para encontrar nossos amigos - este dia você pode tirar do seu roteiro ou incluir alguma cidade legal no caminho :)

Roterdã é uma cidade pequena e as principais atrações turísticas ficam muito próximas. Um dia inteiro na cidade é suficiente para ver tudo. Nos hospedamos por três dias, sendo que dois eram para ser de bate-e-volta mas a chuva atrapalhou os planos e acabamos fazendo apenas um (para Haia). Muitos retiram a cidade do roteiro quando precisam cortar alguns dias, mas acho que vale a pena conhecer um lado diferente da Holanda, nem que seja de passagem. Também é uma opção conhecer a cidade fazendo bate-e-volta de Amsterdã, mas a hospedagem aqui é bem mais em conta!

Antuérpia é uma cidade que muitos fazem apenas de passagem entre Amsterdã e Bruxelas, mas é tão bonitinha que acho que valeu passar a noite. Optamos por dormir por ali para aproveitar melhor o dia e não fazer uma correria.

Bruxelas é uma capital meio desvalorizada na Europa, sendo considerada apenas "de passagem" entre Paris e Amsterdã, mas achei uma cidade muito simpática. Passamos quatro dias na cidade, sendo que a ideia era tirar dois para fazer bate-e-volta mas acabamos fazendo apenas um para conhecer Bruges (que é um amor de cidadezinha!). Dá para conhecer o principal da capital em dois dias, mas três deixa o passeio mais tranquilo.

Deslocamentos

Todos os trechos foram feitos de trem. É interessante reservar os trens entre as capitais o mais cedo possível, em torno de três meses antes - acabamos deixando para comprar no mês anterior a viagem e pagamos quase o dobro nas passagens entre Paris e Amsterdã. Os trens locais (dentro do mesmo país) tem uma frequência alta e não costumam necessitar de compra antecipada - mas optamos por comprar alguns antes por garantia. Outra dica interessante é que a Bélgica tem uma promoção nos trens regionais durante o final de semana, todas as passagens ficam por 50% do preço - então é legal tentar encaixar os bate-e-volta deste país em um final de semana.

Na época que fomos, comparei com os valores dos trens com o aluguel de um carro ou fazendo os trechos maiores de avião, mas não valiam a pena. Além disso, Paris e Amsterdã são cidades péssimas para fazer de carro - caras e muito movimentadas.

No geral os trens são bem bons e pontuais. Em alguns foi necessário pagar taxa extra para a bagagem, ou até mesmo para ter a garantia de um assento (com a Izy). Tivemos atraso apenas na volta de Bruxelas para Paris - praticamente uma hora e meia no total - devido a obras na linha.

Gastos

Uma viagem para a Europa não costuma ser das mais baratas, em especial quando se vai para estes três países. Paris e Amsterdã, em especial, são cidades relativamente caras. Ainda demos o azar de pegar o euro com uma das cotações mais altas de 2018 em virtude da incerteza das eleições.

Para alimentação separamos em torno de 80 euros por dia por cidade (40 para cada). É bem tranquilo, mesmo em cidades caras como Paris, gastar apenas a metade disso diariamente - indo mais em lanchonetes, comprando comida no mercado, etc. Contudo, para uma viagem longa, ficar almoçando apenas lanches é algo que desgasta. Então o que fazíamos era balancear, fomos em alguns restaurantes (nada muito caro) e comíamos alguns dias em lanchonetes ou locais mais em conta. Os restaurantes que fomos deram uma média de 15 a 20 euros por pessoa - não parece muito, mas para quem pegou o euro a praticamente 5... faça as contas ;)

Amsterdã e Paris tem os hotéis mais caros, mas ao mesmo tempo tem uma disponibilidade muito diversa de hospedagens. Os hoteis que ficamos nestas cidades tinham uma média de 100 EUR/noite, para um hotel bonzinho em uma região não muito distante. Em Roterdã ficamos em um hostel, mas em quarto privativo. Chegamos a dar uma olhada em algumas cidades para ficar em Airbnb, contudo desta vez optamos por termos mais privacidade e, nesta situação, achei que os hoteis estavam com melhor custo x benefício do que os apartamentos inteiros.

Então... considerando passagem + hotel + alimentação + transporte (seja entre as cidades ou interno) + atrações, tivemos uma média de 220 euros por dia, para dois adultos. É bastante, e não temos um perfil muito exigente, mas considere que apenas com alimentação e hotel (os maiores gastos de qualquer viagem) já tem em torno de 180 euros. Mas é claro que pode ser menos, se você não for em tantas atrações, não se importar com um local mais compartilhado ou realmente economizar na alimentação - mas este último realmente não recomendo para viagens longas.

Concluindo...

Não é uma viagem barata mas em compensação são dias cheios de atividades e coisas diferentes para conhecer. Se você tiver menos dias, aconselho a tirar algum país da lista para que realmente possa aproveitar bem os locais a serem visitados. Não chegamos a conhecer outras cidades da França e também tivemos que riscar do planejamento várias outras cidades bonitinhas entre Holanda e Bélgica que apareciam nas pesquisas, tentando ficar um tempo razoável em cada uma que iríamos passar. 

E se você gosta de comer... separe aquele dinheirinho extra para os vinhos e doces na França, os queijos e stroopwafel na Holanda e os chocolates e cervejas na Bélgica. Qualquer ida no mercado vai render umas comprinhas baratas e muuuuuuito gostosas :) 

Gostou do post? Salve no Pinterest:

You May Also Like

1 comentários

  1. Que roteiro dos sonhos! Adorei você ter incluído os gastos, assim colabora com quem pretende ir e está sem muita noção de valores.
    bjs
    www.lagrimasdediamante.com.br

    ResponderExcluir