Minha opinião sobre os filmes indicados ao Oscar 2018

by - quarta-feira, fevereiro 21, 2018

Apesar de adorar assistir ao Oscar, minhas opiniões e a da Academia dificilmente são equivalentes. Ano passado cheguei a ficar incrédula quando vi que um filme do qual eu tinha gostado bastante (La La Land) havia ganhado o Oscar mas... ops, foi erro. Até simpatizei com Moonlight porém o filme "errado" continua sendo melhor para mim.

Mesmo assim não desisto e continuo sempre tentando assistir todos os indicados antes da Cerimônia. Não sei se esse ano será possível, mas deixo aqui a lista dos indicados e a minha opinião sobre aqueles que já assisti - e vou atualizando a medida em que outros forem sendo assistidos. Os filmes estão em ordem de estreia no Brasil.


Corra! - Estreia no Brasil: 18/05/2017
Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Dunkirk - Estreia no Brasil: 27/07/2017 (assistido)
Na Operação Dínamo, mais conhecida como a Evacuação de Dunquerque, soldados aliados da Bélgica, do Império Britânico e da França são rodeados pelo exército alemão e devem ser resgatados durante uma feroz batalha no início da Segunda Guerra Mundial. A história acompanha três momentos distintos: uma hora de confronto no céu, onde o piloto Farrier (Tom Hardy) precisa destruir um avião inimigo, um dia inteiro em alto mar, onde o civil britânico Dawson (Mark Rylance) leva seu barco de passeio para ajudar a resgatar o exército de seu país, e uma semana na praia, onde o jovem soldado Tommy (Fionn Whitehead) busca escapar a qualquer preço.
Opinião: filmes de guerra normalmente tem uma história meio padrão (redenção de algum personagem, morte de alguém bom, um vilão, etc), mas que costumo gostar. Não vejo esse filme com muito destaque entre outras produções do gênero, e apesar de ter gostado dele como espectadora, não entendo o que o leva ao Oscar de melhor filme. A trama da Segunda Guerra, que muito me atrai, pressupõe um prévio conhecimento sobre a evacuação de Dunquerque pois o filme não se preocupa em explicar muito para o telespectador como tudo chegou até aquele ponto - além de receber críticas históricas em relação a como mostra a evacuação. Em resumo, é um bom filme, com bons personagens, mas não apresenta nada de muito novo além do fato de seguir três histórias paralelas por boa parte do longa.

O destino de uma nação - Estreia no Brasil: 11/01/2018
Winston Churchill (Gary Oldman) está prestes a encarar um de seus maiores desafios: tomar posse do cargo de Primeiro Mnistro da Grã-Bretanha. Paralelamente, ele começa a costurar um tratado de paz com a alemanhã Nazista que pode significar o fim de anos de conflito.

Me chame pelo seu nome - Estreia no Brasil: 18/01/2018
O sensível e único filho da família americana com ascendência italiana e francesa Perlman, Elio (Timothée Chalamet), está enfrentando outro verão preguiçoso na casa de seus pais na bela e lânguida paisagem italiana. Mas tudo muda quando chega Oliver (Armie Hammer), um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai.


The Post: A guerra secreta - Estreia no Brasil: 25/01/2018
Um encobrimento escandaloso que abrangeu quatro mandados presidenciais dos Estados Unidos força a primeira editora jornalística do país (Meryl Streep) e um editor difícil de trabalhar (Tom Hanks) a juntarem forças numa batalha sem precedentes entre os jornalistas e o governo.

A forma da água - Estreia no Brasil: 01/02/2018 (assistido)
Uma história de amor num mundo mágico e misterioso na América em 1963. Elisa (Sally Hawkins) é uma zeladora muda que trabalha em um laboratório onde um homem anfíbio está sendo mantido em cativeiro. Quando Elisa se apaixona com a criatura, ela elabora um plano para ajudá-lo a escapar com a ajuda de seu vizinho. O mundo exterior do laboratório, no entanto, pode revelar-se mais perigoso para o homem anfíbio do que Elisa poderia ter previsto.
Opinião: não sabia bem o que esperar deste filme e confesso que minha opinião não ficou bem formada. A sinopse fala em "mundo mágico e misterioso", o que dá uma impressão de um filme mais fantasioso e infantil do que realmente é, visto que a classificação é 16 anos. Além da trama focada no romance e um pouco de suspense, o principal do filme são seus personagens: Elisa, a principal, é muda; seu vizinho e melhor amigo é gay; sua amiga do trabalho é negra (e hilária, diga-se de passagem); a criatura é incompreendida pelos cientistas e é tratada como um ser inferior; enfim, em suas nuances fala muito sobre o que é ser diferente, as dificuldades de cada um e como isso pode ser solitário. Gostei do filme, não achei excepcional, e tenho minhas dúvidas se deveria levar o Oscar.    

Três anúncios para um crime - Estreia no Brasil: 15/02/2018 (assistido)
Inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha, Mildred Hayes (Frances McDormand) decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada raramente usada. A inesperada atitude repercute em toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, especialmente a própria Mildred e o Delegado Willoughby (Woody Harrelson), responsável pela investigação.
Opinião: um drama bem interessante, com várias cenas onde a gente ri pelo absurdo da situação, e com situações e desfechos bem diferentes do que esperava. Se passa numa cidade bem pequena e cheia de preconceitos, que apesar de ser nos dias atuais mais parece anos 50/60. Tudo é muito focado na história de Mildred (a mãe), e ela é uma personagem complexa, interessante e bem desbocada. Não sei se ganha melhor filme, mas ganhasse como melhor atriz seria muito merecido.


Lady Bird: A hora de voar - Estreia no Brasil: 15/02/2018
Sacramento, Califórnia, 2002. A estudante Lady Bird (Saoirse Ronan) está no último ano do colégio e não faz ideia do que fazer depois que se formar. A convivência com sua mãe, uma enfermeira, é sufocante. Tudo o que vai acontecendo na vida de Lady Bird só a deixa cada vez mais desnorteada.

Trama fantasma - Estreia no Brasil: 22/02/2018
No glamour de Londres dos anos 50, o renomado costureiro Reynolds Woodcock (Daniel Day-Lewis) e sua irmã Cyril (Lesley Manville) estão no centro da moda britânica, vestindo a realeza, estrelas de cinema, herdeiros, socialites, debutantes e damas com o distinto estilo da Casa de Woodcock. Mulheres vem e vão na vida de Woodcock, entregando inspiração e companhia ao solteiro, até que ele encontra a jovem e opiniosa Alma (Vicky Krieps), que logo se torna um acessório em sua vida como sua musa e amante. Uma vez "controlado", ele vê sua vida minuciosamente planejada ser interrompida pelo amor.

You May Also Like

0 comentários