quinta-feira, janeiro 04, 2018

[Toronto/Vaughan] Canada's Wonderland

. .


Quem vai a Toronto - e gosta de parques - precisa separar um dia no roteiro para conhecer o Canada's Wonderland, o maior parque de diversões do Canadá. Pertinho e fácil de chegar de carro, fica na cidade de Vaughan (conhecida pelo Vaughans Mill, um dos maiores outlets da área), a menos de 40 km do centro de Toronto. Se você ainda não conhece, dá uma lida neste post que vou falar tudo sobre o parque, como foi o nosso roteiro, além de responder algumas das perguntas mais comuns e dicas do que eu faria diferente em uma segunda ida!

O parque é bem grande, com 130 ha (como comparação, o Magic Kingdom tem "apenas" 43 ha), e costuma ter bastante movimento já que não fica aberto o ano todo. Confira o calendário no site oficial para saber se ele estará aberto nas datas em que você estiver por lá, mas é basicamente: durante o verão abre todos os dias, no final da primavera e no início do outono apenas nos finais de semana e fechado no restante do ano.

Fomos no final do verão, em um dia de semana, e as filas para as atrações costumavam ser, no mínimo, de meia hora. Ele não é temático como os parques de Orlando, então as filas são comuns e - a maioria - no sol. Ou seja, é o tipo de parque que dá para fazer em um dia mas costuma ser cansativo. Se você não gosta de filas, ou quer tentar fazer tudo mais rápido, considere comprar o ingresso com o Fast Lane que dá direito a uma fila especial na maioria das atrações.

Um dos grandes diferenciais do Canada's Wonderland é o fato de ter um parque aquático junto (o Splash Works). E não é qualquer coisinha não! É uma área grande, com piscinas com ondas, área infantil, toboáguas, rio lento e tudo mais que um parque aquático deve ter. Na foto abaixo dá para ver (só) um pedacinho.
Como falei anteriormente, fomos no final do verão, mas mesmo assim demos sorte de pegar um relativo calorzinho nesse dia (e quase só nesse!) com uma temperatura em torno de 25ºC e gente... que água ge-la-da. Não é humano! Quis ir em todos os brinquedos que deu, mas cada hora que a água batia no corpo dava um arrependimento e arrepiava tudo! É muito divertido, mas tem que ir preparado. E olha que eu tô acostumada com as praias aqui do sul que já tem a água mais fresquinha rs

Dessa área (Splash Works), destaco as seguintes atrações:
  •  Barracuda Blaster: um "redemoinho" para ir em bóia de dois
  •  Black Hole: toboáguas completamente fechados (e escuros), para ir de bóia
  •  Muskoka Plunge: um toboágua que desce quase a 90º (esse não tive coragem)
  •  Riptide Racer: uma "corrida" com pranchinhas (na foto acima é o escorregador grande azul)
  •  Super Soaker: toboágua para descer em bóia com 3 pessoas - e se molhar mesmo!
  •  The Plunge: também toboágua para descer de bóia, bem rápido!
Ficamos umas 2, 3 horas no parque aquático - deu para ir em tudo o que queríamos e estava começando a encher mais - e fomos almoçar. Primeiro erro.

No Canadá tem uma pizzaria que é a Pizza Pizza, que está em todo o lugar. Não tem nada demais, são pizzas mega simples e as do parque eram basicamente calabresa ou queijo. Sem brincadeira, ficamos mais de 40 minutos na fila para comer. Então, se parece que a fila vai demorar, ela vai! Não perca tanto tempo e encontre outra barraquinha para pegar comida.
Depois de almoçar, fomos conhecer o restante do parque. Como falei anteriormente ele é bem grande e as entradas dos brinquedos as vezes são meio "discretas", por isso é essencial andar com um mapinha. Além disso tem várias atrações durante o dia, como desfile do Snoopy, acrobatas na cascata da entrada principal (essas "montanhas" da foto acima!), paradas e etc.

As duas montanhas-russa mais famosas do parque (e que são visíveis de quase todo ele) são a Leviathan - com uma queda em 80º e chegando a 148 km/h - e a Behemoth - queda em 75º e velocidade chegando a 125 km/h. Mas tem muitas outras atrações legais!

A TimeWrap é uma montanha-russa onde a gente vai deitado de frente, o WindSeeker tem alguns "balanços" que vão a mais de 90m de altura e é ótimo para ver todo o parque (com um friozinho na barriga!), a The Bat que é uma montanha-russa tipo "estilingue" onde o carrinho vai até o final de frente e depois volta tudo de costas. Além de várias outras montanhas-russas e muitos brinquedos no estilo "evolution", que ficam girando e balançando para tudo que é lado ~ esses confesso que não consigo mais andar sem sair bem tonta, então passei.  
Para os pequenos - ou nem tanto - tem a área do Planet Snoopy, que é a área mais temática do parque. E aliás, tem personagens mais canadenses que o Snoopy e o Charlie Brown? Além dos brinquedos mais leves, nessa área tem lojinhas temáticas com lembrancinhas de toda a turma, dá vontade de comprar um monte de coisa! Nessa área fomos apenas na atração Boo Blasters on Boo Hill, que é uma "casa do terror" em que a gente vai em um carrinho e tem que ir acertando os fantasmas com as armas de laser - e compete com quem estiver do lado.
Fonte
Não gosto de ficar comendo muito em dia de parque para não correr o risco de passar mal em algum brinquedo, então além do almoço apenas levamos umas barrinhas de cereal para um lanche rápido e provamos o item mais famoso do parque: o Funnel Cake. Ele é feito de uma massinha frita (lembra um bolinho de chuva), com açúcar de confeiteiro por cima, e a cobertura varia. Escolhemos de sorvete de baunilha com morangos - e acho que é a mais gostosa! Comemos perto da atração TimeWrap, e é um lugar legal pois tem algumas mesinhas de baixo de árvores para dar uma descansada.
Para quem gosta de comer mais, vale dar uma olhada nos planos de lanche que também podem ser adquiridos: planos de alimentação e bebida

Saímos em torno de 19-20 horas pois já estávamos bem cansados, mas deu para aproveitar bastante! Deixo abaixo algumas respostas para perguntas comuns e algumas dicas do que faria diferente. Se tiverem mais alguma dúvida é só deixar nos comentários!

Principais dúvidas

  • Onde guardar as mochilas?
Existem lockers espalhados pelo parque, mas a maioria é para armazenar as coisas por uma, duas horas. Já os lockers próximos ao parque aquático tem um valor único para o dia inteiro, então resolvemos deixar nossas coisas lá ao invés de ficar carregando e tendo que achar locker para cada montanha-russa que quiséssemos ir. 
Isso explica a falta de mais fotos do parque, pois deixamos tudo lá e fomos livres e soltos curtir tudo. Achei uma boa ideia mas me arrependo de não ter mais fotos. Como a maioria dos brinquedos não permite andar com mochilas, a opção é guardar ou, a cada vez que for andar em algo, largar do lado do brinquedo e pegar na saída.
  • Onde comprar os ingressos?
Dá para comprar na hora, mas comprando antecipadamente na internet (com até três dias de antecedência), tem desconto. Já dá para aproveitar e pagar o estacionamento também com um descontinho. Dois ingressos + estacionamento + uma taxinha do site saíram por $127,41 (dólar canadense), em 2017. Parques nunca são muito baratos.
  • Tem aplicativo do parque? E wi-fi?
Sim, o aplicativo (que ajuda a ver o tempo de espera das filas) é o CW Mobile. Não tem uma avaliação muito boa na Play Store, mas quebra o galho. E tem wi-fi no parque, mas quando tentamos usar não estava lá grandes coisas...
  • O que eu faria diferente?
Teria estudado melhor o mapa do parque, as atrações (no site oficial tem vídeo de todas!) e os horários das paradas e shows. Gostaria de ter visto alguns e acabamos perdendo por não termos nos organizado melhor. Também teria chego um pouco mais cedo pois chegamos uns 30 minutos após o parque abrir e pegamos bastante movimento na entrada do estacionamento. E certamente teria almoçado em outro local que não a Pizza Pizza!

Ah, e se estiver em Toronto também não deixa de conhecer o The Lockhart, um bar imperdível para quem é fã de Harry Potter!

Gostou do post? Salve no Pinterest para não perder ;)

0 comentários:

Postar um comentário