Roteiro de 17 dias no Canadá

by - quinta-feira, janeiro 18, 2018

Nossa viagem em 2017 foi para a costa leste do Canadá. Partimos de Toronto e conhecemos, de carro, Niagara Falls, Ottawa, Quebec e Montreal. Fomos ao final do verão, iniciando a viagem no dia 29/08 e terminando em 14/09 - não contando os dias de voo entre o Brasil e o Canadá.

Nesse post vou dar uma visão geral da viagem, quantos dias estivemos em cada local (e quantos são realmente necessários!), além das dicas dos locais onde nos hospedamos.

Nosso roteiro foi dividido da seguinte forma (as cidades que estão com link já possuem o roteiro publicado):
Dia 1 - Toronto
Dia 4 - viagem de Niagara para Ottawa
Dia 5 - Ottawa
Dia 6 - Ottawa
Dia 7 - viagem de Ottawa para Quebec
Dia 8 - Quebec
Dia 9 - Quebec
Dia 10 - Quebec
Dia 11 - viagem de Quebec para Montreal
Dia 12 - Montreal
Dia 13 - Montreal
Dia 14 - Montreal
Dia 15 - viagem de Montreal para Toronto
Dia 16 - Toronto
Dia 17 - Toronto


Não aconselho fazer esse roteiro em menos dias, pois a maioria ficou bem apertado. Vale lembrar também que somos viajantes do tipo que gostam de sair de casa cedo e voltar apenas depois da janta - contudo, em uma viagem deste tamanho, precisam existir dias mais tranquilos.  

Quantos dias ficar em cada cidade?

Essa é uma das dúvidas mais comuns no início do planejamento. Quantos dias ficar em Toronto? E em Montreal? Nessa situação é importante ressaltar que fomos ao final do verão, ou seja, os dias ainda eram longos e a temperatura estava agradável para aproveitar até a noite. Ir em épocas mais frias certamente vai requerer mais tempo, ou disposição para enfrentar o frio.

Toronto é uma cidade muito grande, com várias atrações bem espalhadas. Ficamos quatro dias mas utilizamos um para ir ao Canada's Wonderland, então acabamos não conseguindo ver tudo o que gostaríamos. Logo, recomendo quatro dias inteiros apenas para Toronto ou cinco se também tiver interesse em ir ao parque (recomendo!).

Niagara-on-the-lake é uma cidade pequena mas muito bonitinha. É um ótimo ponto para dormir para quem vai conhecer as Cataratas do Niágara (que fica em Niagara Falls). Tiramos um dia inteiro para as duas cidades, mas ficou um gostinho de quero mais. Se possível, tiraria dois dias - e aproveitaria para conhecer as vinícolas da região. Outra opção utilizada por algumas pessoas é conhecer as Cataratas fazendo um bate-e-volta de Toronto. Nesse caso o foco são só as cataratas.

Ottawa é a capital do país, mas não tem tantas atrações quanto Toronto. Dois dias inteiros são suficientes para conhecer tudo.

Para Quebec tiramos três dias e foram dias mais tranquilos. Tivemos tempo para conhecer tudo, inclusive Montmorency Falls e um pouco da Île d'Orléans, caminhar por toda a cidade (até locais menos turísticos) e descansar um pouco.

Em Montreal também tivemos três dias tranquilos, acredito que dois e meio já seriam suficiente

Viajando de carro no Canadá

As distâncias, em sua maioria, são grandes então esse é um roteiro para quem gosta de viajar de carro. No total andamos em torno de 2 mil km. Aliás, carro só vale a pena para quem vai ir de uma cidade para outra ou quer conhecer locais menos explorados. Carro dentro das principais cidades nem pensar! Muito trânsito, congestionamentos e, principalmente, dificuldade para estacionar.

Para uma ideia das distâncias e tempos:
1) Toronto -> Niagara-on-the-lake: 132 km (1:30) 
2)  Niagara-on-the-lake -> Ottawa: 577 km (5:25)
3) Ottawa -> Quebec: 448 km (4:31)
4) Quebec -> Montreal: 256 km (2:45)
5) Montreal -> Toronto: 553 km (5:22)
Não era o nosso carro, mas me apaixonei!
Existem algumas cidadezinhas interessantes para dar uma parada entre essas viagens mais longas. Na nossa ideia original iríamos parar na cidade de Kingston para almoçar na viagem entre Niagara e Ottawa, porém acabamos pegando a estrada numa sexta-feira pré-feriadão (dia do trabalho no dia 04/09) e ocorreu um acidente - com vítima - bem na entrada de Kingston, então a região estava completamente trancada.   


Existem estradas com e sem pedágios (maioria) - e o pedágio é bem caro. Programe o GPS para pegar estradas sem pedágio para não ter um susto na hora que chegar a conta do carro. Vou falar mais sobre isso em outro post.

Hospedagem

Sempre tentamos evitar gastar muito com hospedagem, mas também ficar em locais bem localizados (importantíssimo) e que permita certa privacidade (evitamos quartos compartilhados, por exemplo). Contudo vimos que o Canadá não é um país muito barato no geral. Nessa viagem nos hospedamos em vários tipos de locais: hotel, B&B e Airbnb (apenas o quarto). Importante ressaltar que praticamente todos tinham escadas para chegar ao quarto - ou seja, nada de malas muito pesadas. 

Seguem algumas dicas e informações dos locais que ficamos.
  • Toronto 
    • Airbnb (Downtown Toronto) 
Localização excelente e preço bem em conta, em especial considerando a região. Banheiro e cozinha compartilhados entre três dormitórios, o dono não fica na casa. Não gosto muito de banheiro compartilhado nessa situação (quando os donos não estão próximos), mas não tivemos problema. Quarto bom, mas senti falta de um ventilador ou ar-condicionado pois os dias estavam quentes. Não tem café. Possui estacionamento pago próximo. Tivemos problema na chegada (nos foi passado a senha errada da porta principal), e como chegamos as 03 da manhã, sem sinal de celular, não foi uma experiência muito boa. 
Aluguel de um quarto, no apartamento de um casal jovem. Tivemos pouco contato com eles, mas sempre foram muito simpáticos. Quarto e banheiro bons, mas senti falta de cortina em alguns pedaços da janela do quarto pois acabava entrando luz muito cedo na manhã. Não tem café. Estacionamento na rua (com parquímetro). A região de Little Portugal é um pouco mais afastada do centro, então tem que pegar um elétrico para chegar aos principais pontos (metrô, neste caso, não era muito próximo). Uma vez voltamos caminhando, mas são em torno de 4 km do Eaton (principal shopping), então cansa fazer isso sempre. Contudo existem vários restaurantes legais e muitos pubs por ali, é uma boa zona para sair de noite apesar de não ser tão turística. O The Lockhart é bem pertinho!
Acomodações excelentes (ótimo quarto e banheiro), café da manhã ma-ra-vi-lho-so feito e servido na hora pelos donos da casa: iogurte com frutas frescas, suco natural, café, sanduíche com ovo e pãezinhos feitos no dia. O café é servido em horário fixo e compartilhado na mesa com os outros hóspedes da casa (são 3 quartos alugados), o que é uma ótima oportunidade de conversar com pessoas de outros locais. Fica em torno de 10 minutos de caminhada da rua principal. Nosso quarto foi no primeiro andar, mas tem no térreo. Possui estacionamento grátis.
Ficamos no quarto tipo suíte superior. Que lugar gigante, era um apartamento! Nunca me hospedei em um lugar tão grande, mesmo. No site diz que a TV é de 46'' mas certamente era maior (olha a foto abaixo!). O hotel é próximo dos pontos turísticos (10 minutos de caminhada) e tem opções de restaurantes bem próximos. Café da manhã incluído (era razoável, gostamos de algo um pouco mais natural e esse era bem padrão norte-americano). Estacionamento do hotel, pago a parte. O único da lista com elevador.
TV com mais de 1,60 de largura
Localização excelente, bem ao lado do principal ponto turístico da cidade (Château Frontenac). Quarto muito bom e banheiro também apesar de ser um pouco pequeno o box do banho. Não tem café. Nosso quarto era no primeiro andar, mas tem três andares. Estacionamento pago a parte, próximo ao hotel (uma quadra).
Café da manhã excelente feito pelos donos da casa, diferente a cada dia (no TripAdvisor tem várias fotos). O horário do café é decidido por cada hóspede. São três quartos alugados, com banheiro compartilhado (não tivemos nenhum problema, estava limpíssimo). Quarto confortável. Tem um gato muito grande, gordo e fofo na casa (o Nemo). O dono nos ajudou com as malas na chegada e na saída. Fica a poucas quadras do metrô, sendo um pouco longe para ir a pé ao centro. Estacionamento na rua, mas não foi difícil achar vaga na frente. 
Sempre uns turistas incomodando...

You May Also Like

0 comentários