sexta-feira, março 25, 2016

Resenha: Para todos os garotos que já amei

. .


Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.
"Não são cartas de amor no sentido mais estrito da palavra. Minhas cartas são de quando não quero mais estar apaixonada. São cartas de despedida. Porque, depois que escrevo, aquele amor ardente para de me consumir. Posso tomar café da manhã sem me preocupar se ele também gosta de banana com cereal; posso cantar músicas românticas sem estar cantando para ele. Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo." (pág. 7)
Para todos os garotos que já amei é o primeiro livro da duologia de mesmo nome, escrita por Jenny Han.

Em uma época com menos internet, redes sociais e possibilidades de publicar indiretas com letras de música, sempre que precisávamos desabafar sobre os amores platônicos (em especial sobre esses) a saída era recorrer às amigas ou a uma boa folha de papel. Colocar tudo em um diário ou em uma carta para simplesmente tirar toda aquela ansiedade jovem da cabeça funcionava muito bem. Agora imaginem o pânico de ter estas coisas escritas distribuídas justamente para que nunca deveria lê-las? Esse é o desenrolar deste livro.

É um tema bem jovem e que pode parecer bem bobinho, mas o livro é assim. Aliás, poderia fazer uma série de críticas a história e aos personagens por todos os clichês que acontecem, porém a leitura é tão gostosa que é difícil colocar muitos defeitos. É aquela coisinha agradável, história leve e bonitinha com as reviravoltas razoavelmente previsíveis, mas que fazem a gente querer ler até o fim em uma noite. 

Lara Jean é uma adolescente que se sente confusa e com uma grande responsabilidade de manter tudo em ordem depois que Margot, sua irmã mais velha, vai para a faculdade. Morando com a irmã mais nova e seu pai, que trabalha muito, Lara passa a ser a responsável pela casa. No geral gostei da personagem, apesar de a achar um pouco bobinha em alguns momentos (o que pode ser justificado por sempre ter vivido na sombra da sua irmã) e fazer aquele papel de garota-que-nunca-foi-popular-mas-é-bonita. Parte do clichê. A forma como a autora mostra a relação das irmãs é bem interessante, mostrando a importância da amizade delas durante o crescimento sem a mãe e a relação de amizade e família. 

Josh, ex-namorado de Margot e destinatário de uma das cartas (já que é a atual paixão de Lara), foi um personagem que esperava bem mais. Ele inicia o livro com uma propaganda de ser o cara mais legal do mundo, simpático e boa gente, e o achei bem apagadinho. Peter Kavinsky (outro destinatário) é aquele badboy que namora(va) a garota popular mas que mostra um lado todo querido na história - o personagem feito para as meninas se apaixonarem. Gostei muito dele, apesar de ter ficado com bastante raiva por algumas atitudes.
"A forma como tudo acontece é um tipo estranho de serendipidade. Como um desastre de trem em câmera lenta. Para que uma coisa dê errado de um jeito tão colossal e terrível, tudo precisa acontecer na ordem certa e no momento certo, ou, nesse caso, no momento errado." (pág. 78)
O segundo (e último) livro já foi publicado aqui no Brasil (P.S. Ainda amo você) e estou bem ansiosa para ler. Em ambos a editora optou por manter a capa original e, apesar de não ser tão fã de capas com pessoas, foi uma boa decisão pois deixa bem claro o estilo do livro. Repito que é uma história bem simples e jovem, mas achei realmente apaixonante e com uma escrita muito gostosa. Quem gosta destes livros jovens e românticos certamente vai gostar deste. 
4/5 - Muito bom
Mais informações:
Para todos os garotos que já amei
Título original: To all the boys I've loved before
Autora: Jenny Han
Editora: Intrínseca (Site | Twitter | Facebook)
Páginas: 320
Links: Skoob | Goodreads 

0 comentários:

Postar um comentário