quarta-feira, fevereiro 24, 2016

Roteiro de 3 dias em Viena: Dia 3

. .


Hoje venho falar mais um pouco sobre a nossa viagem por Viena. Neste terceiro (e último!) dia fomos conhecer o famoso Palácio de Belvedere, o Mercado Municipal, entramos no Museu de Belas-Artes e passamos pelo Parlamento. Ah, e vimos um espetáculo que acontece todo meio-dia no relógio Ankeruhr. Confere mais detalhes! 
As informações sobre gastos e preço de ingressos estão no final do relato. Os pontos turísticos estão destacados no texto, e todos possuem o link para o site oficial. Entre parênteses, logo após o nome em português, está o nome da atração em alemão - língua oficial da cidade.
Novamente um dia de sol e muito quente. Saímos no início da manhã para ir ao Palácio de Belvedere (Schloss Belvedere) de tram, que são os bondes da cidade. Ao chegar na estação vimos que ele estava na parada e saímos correndo para aproveitar. É bem fácil a utilização, contudo é necessário já estar com o ticket em mãos - na parte em que entramos só havia a máquina para validar o ticket, ninguém para receber dinheiro ou controlar a entrada. Sentamos e fomos curtindo a paisagem até o nosso destino. E esperamos. E esperamos. E esperamos. E então começamos a desconfiar de que TALVEZ a gente tivesse pego o tram para o lado errado - bingo! Descemos e fomos rapidinho para o outro lado da rua pegar o transporte para o lado certo, e até hoje não tenho certeza se não saímos da área central de Viena nesse engano. 
Demorou mas chegamos!
Alguns minutos depois, chegamos no Belvedere. Confesso que depois de dois dias vendo prédios grandiosos (e entre eles o Schonbrunn), ele não teve tanto impacto na gente. Além disso, não sei se foi pela época de muito calor, os jardins não estavam tão bonitos quanto vi em algumas fotos. Porém é um bonito "médio" para os padrões de Viena, o que significa que é bonito o suficiente para valer a visita. Não entramos no palácio, apenas passeamos pelos jardins - que é de graça - contudo o palácio também parece ser muito bonito por dentro, além de abrigar a maior coleção de obras de Gustav Klimt do mundo. Para quem tem mais tempo, acredito que seja uma opção interessante.
Na saída passamos pela praça Schwarzenbergplatz onde se encontra o Monumento à Libertação, em homenagem aos soldados russos mortos na batalha que libertou Viena dos nazistas. Com o calor que estava tudo o que eu queria era me jogar em todas as fontes que via pelo caminho...

Dali fomos em direção ao famoso relógio Ankeruhr que fica na Praça Hoher (Hoher Mark), a mais antiga de Viena. É um relógio horizontal onde os ponteiros são personagens importantes da história da Áustria, e ao meio dia ocorre um espetáculo onde todos os personagens passam pelo relógio e a cada personagem uma música diferente toca. Dura em torno de 10-15 minutos e é algo bem simples mas interessante. Aconselho chegar uns minutos antes de meio dia pois aparecem vários grupos turísticos para assistir.

Na época que estávamos lá ainda não tínhamos conhecido o famoso relógio astronômico de Praga, que junta multidões para assistir ao espetáculo da troca de horário. Posso dizer, sem sombra de dúvida, que esse é bem mais interessante, duradouro e com música! O de Praga devo dizer que é um pouquinho decepcionante, mas isso fica para outro post.
Dali resolvemos ir até o Mercado Público Municipal (Naschmarkt). Caso vocês olhem no mapa vão ver que ele bem é mais perto de Belvedere do que do local que estávamos atualmente, porém como estávamos com o ticket de 72 horas de transporte, realmente não nos importamos muito com a logística e abusamos do transporte público. Na ida passamos pela Igreja São Carlos (Karlskirche), que estava em reformas e acabamos não entrando. Passamos por ela em mais um momento de "me perdi" em Viena, porque saímos da estação do metro e fomos para o lado errado da praça (duh!).
Diferente de muitos mercados públicos municipais pelo mundo, o de Viena é a céu aberto. Possui basicamente dois longos corredores, um com vários restaurantes e bares, e outro com frutas, doces, especiarias e lojinhas de lembranças. Para o calor que estava fazendo o passeio acabou não sendo dos mais agradáveis, mas acabamos comendo por lá e voltando para o centro depois. Não acho que seja um local imperdível para ir, mas se tiver tempo vale a pena ir para um almoço pois os preços são equivalentes a outros locais da cidade. Infelizmente como íamos passar por outros países achei complicado comprar temperos (nunca sei bem a legislação quanto a isso), mas é quase impossível resistir a tantas coisinhas diferentes que a gente vê por lá.
A foto superior é deste site
Para espantar um pouco o calor, saímos do mercado e fomos no imperdível Museu de Belas-Artes (Kunsthistorisches Museum). Lembra que no roteiro do primeiro dia falei sobre um ingresso que dá acesso a dois museus? Foi no momento em que compramos este que descobrimos. Digamos que esse dia foi o mais cheio de "enganos" da nossa viagem inteira! rs

Vou ser bem sincera: as vezes acho museu sem graça, mas esse é muito legal e lindo demais. Ele é gigante e se você quiser pode só ir caminhando e olhando para os lados (sem parar para ficar lendo cada plaquinha) que já vai levar um bom tempo ali dentro. São três andares CHEIOS de coisas, desde esculturas egípcias até salas cheias de quadros. Até o teto desse lugar é lindo! Espalhado pelo museu tem uma série de bancos para sentar e com informações sobre a sala em que se encontram, então dá para ir descansando (e aprendendo) pelo caminho. Esse tenho que reiterar que vale a pena, o prédio por si só já é lindo e tem muitas coisas interessantes e diferentes. Foi difícil escolher apenas algumas fotos para colocar aqui!
Ouvi relatos que o de História Natural (o prédio gêmeo que fica na frente) também é muito interessante e alguns o comparam até com o de Nova Iorque. Contudo dois museus deste tamanho em um mesmo dia, para mim, é cansativo demais. Porém, caso tivesse mais uma manhã ou tarde livre, possivelmente seria o passeio escolhido. Viena é uma cidade de palácios e museus, não adianta querer escapar!

Na saída passamos pelo Parque da Cidade (Stadtpark) aonde se encontra, entre outras coisas, a estátua de Johann Strauss. Passeamos um pouco pelo parque, que era bem bonito, descansamos próximo ao lago onde estavam várias famílias dando comida para os patos e para as pombas (não entendo porque os gringos adoram pombas, ô bichinho chato!) e seguimos para o Parlamento. 
O Parlamento (Parlamentsgebäude) é um prédio muito lindo por fora, vale a pena passar para tirar umas fotos e ver os detalhes mais de perto. Parece que falo isso de todos, mas realmente todos os prédios são bonitos em Viena! Para quem quiser entrar existe a opção de visita guiada, que parece valer a pena e custa apenas 5 euros, mas nós não conseguimos fazer.
Ainda tinhamos algum tempo de sol e para nos despedirmos da cidade fomos novamente até a Santo Estevão (comer um sorvetinho :}) e sentamos lá para ver o movimento. Na volta, já anoitecendo, passamos pelo Hofburg e encerramos nosso dia neste ponto que é um dos principais da cidade. O Palácio de Hofburg foi a residência oficial dos Habsburgo, soberanos da Áustria entre 1278 e 1918. Existem vários locais do palácio para visitar, e acabamos indo apenas na exposição do Neue Burg e na Biblioteca, ambos no primeiro dia de viagem.

E assim respiramos os últimos ares de Viena antes de pegar o trem na manhã seguinte em direção a Budapeste.

Bônus: para deixar vocês ainda mais apaixonados por Viena, olha só que amor as sinaleiras de pedestres que existem pela cidade. Xô preconceito! :)

Gastos do dia (ingressos individuais, preços em euros)

- Museu de Belas Artes: 13,00 (esse foi o preço da burrice! rs)

Observação: compramos o Viena Card de 72 horas, que inclui o transporte público e desconto em algumas atrações. Achamos que valeu a pena. O preço foi 21,90.

3 comentários:

  1. Que lugar lindo!!

    Beijos,
    www.miopesanonimos.com

    ResponderExcluir
  2. Ai, que amor os sinais de pedestres por lá! Gostei!!
    Bom, eu sou obcecada por museus, então se você disse que gostou desse mesmo não sendo tão chegada já fiquei louca e joguei aqui no Google para ver algumas fotos, deve ser INCRÍVEL!
    Mas o que mais gostei no post foi do relógio de Ankeruhr, deve ser uma coisa linda de se ver!
    http://sweetluly.expressorosa.com/

    ResponderExcluir
  3. Que viagem linda essa!!Eu sou apaixonada por viagens e adoro ver posts como esse cheio de fotos!

    Achei o parlamento muito bonito, a arquitetura em geral é bem marcante, né? E esses semáforos? Achei a ideia genial <3

    http://colorindonuvens.com/

    ResponderExcluir