sábado, novembro 21, 2015

Roteiro de 3 dias em Viena: Dia 2

. .


Hoje venho falar mais um pouco sobre a nossa viagem por Viena. Neste segundo dia fomos a um dos locais mais famosos da cidade: o Palácio de Schonbrunn. Além disso também passamos pelo zoológico da cidade (considerado um dos melhores do mundo), na Ópera e terminamos o dia em um festival de cinema com comida de rua na frente do prédio da Prefeitura
As informações sobre gastos e preço de ingressos estão no final do relato. Os pontos turísticos estão destacados no texto, e todos possuem o link para o site oficial. Entre parênteses, logo após o nome em português, está o nome da atração em alemão - língua oficial da cidade.
Iniciamos o dia (que novamente foi quente e com muito sol) indo para o Palácio de Schonbrunn (Schloß Schönbrunn), uma atração que é facilmente acessada com o metrô e uma pequena caminhada de não mais que cinco minutos.
Viena sempre com palácios imponentes
Schonbrunn também é conhecido como Palácio de Versalhes de Viena e foi a residência de verão da família imperial desde meados do século XVIII até o final da Segunda Guerra Mundial. Bem básico para uma residência de verão, não acham?

Tinha visto muitos relatos avisando para chegar cedo pois a fila para a compra de ingressos pode ser demorada e, como os tours são com horário marcado, que se corria o risco de conseguir ingresso apenas para horários mais tarde. Para nós isso não foi problema, chegamos pouco depois das 09:30, não encontramos muita fila e conseguimos ingressos para as 10:20 (tempo de passear um pouco antes e tirar umas fotos). Aliás, não considero problema se você chegar e conseguir ingressos apenas para mais tarde pois os jardins são bem grandes para passear e matar tempo! Mas falo sobre eles depois. 

Para o Palácio optamos pelo tour imperial, que dá acesso a vinte e dois cômodos do local e é feito com áudio-guia (inglês, espanhol e outras línguas). Existem ingressos um pouco mais caros, que dão acesso a mais quartos (40) e, nos jardins, a outros locais que são fechados. Nós achamos que não iria valer a pena, e aproveitamos para economizar um pouco - até porque íamos gastar no zoológico também. Mas para quem quer conhecer o local sem perder nada, a diferença não é tão grande a não ser que você vá para a Europa com o euro passando de quatro reais como nós. Infelizmente dentro do palácio as fotos não são permitidas.
Haja perna para conhecer todo esse jardim!
Após sairmos do Palácio fomos conhecer os famosos jardins. Bom, eles são simplesmente gigantes. Viu a foto acima? Caminhamos até aquele monumento que está do outro lado, em cima de um morro! Aquele é o Gloriette. Toda essa área arborizada nas laterais também faz parte dos jardins, então para conhecer todos os locais só com bastante tempo e, de preferência, com uma temperatura um pouco mais baixa do que a que pegamos.
Apenas um pedacinho dos jardins
Muitas estátuas, uma bela visão do Gloriette e da Fonte de Netuno são apenas algumas das coisas que os jardins possuem. As atrações pagas incluem a Casa das Palmeiras (Palmenhaus), que me arrependi de não ter ido porque parece ser linda, e o Labirinto (Irrgarten), que também parece ser divertido. Querendo conhecer tudo dá para reservar tranquilamente um dia inteiro apenas para o Schonbrunn.
Fonte de Netuno
Logo ao lado da Fonte de Netuno, está a entrada para o Zoológico de Viena (Tiergarten Schönbrunn). Como falei no início da postagem, este é considerado um dos melhores do mundo (está sempre entre os top 5 do site Tripadvisor), e também é um dos mais antigos! É uma atração bem cuidada, com uma série de animais que não costumamos ver por aqui (como o urso polar, coalas, pandas e outros bichinhos fofos que gosto tanto), então para mim valeu muito a pena. 
Podia passar o dia só olhando para os pandas e o coala (que estava meio tímido, então não tem foto boa)
Mas deixa eu contar uma coisa engraçada que aconteceu lá também. Tem uma área do parque que imita uma floresta, é um local um pouco mais abafado que tem muitas plantas e animais de regiões tropicais. Entramos e fomos seguindo o caminho indicado (tinha apenas uma direção), vendo as tartarugas, passarinhos... até que chegou em um local em que a entrada era "fechada" com uma cortina de plástico pesada (similar as que existem em frigoríficos, sabe?). Achei meio estranho, mas fomos seguindo. Quando abri para passar vi que estava tudo escuro e, do nada passou um bicho voando! Gente, era uma sala de morcegos! Todos soltos! E o caminho obrigando a passar por ali! Ahhh, vocês não imaginam o meu pânico nessa hora... vi que não ia ter como voltar e que estava vindo uma fila de crianças atrás, então coloquei a bolsa na cabeça, fechei os olhos e passei correndo para o outro lado! Pior é que mais tarde acabamos dando uma volta e chegamos por ali de novo, mas não quis nem saber: voltei na contramão mesmo! Fui um pouco xingada, mas aposto que não fui a primeira :p

Dentro do zoo existem vários bebedouros para encher a garrafinha com água gelada (adoramos Viena por isso!) e mesmo com o calor gostamos do passeio no zoo. Almoçamos por ali em um local muito lindo (Emperor's Pavillion), mas existem opções de restaurantes e lanches espalhadas por todo o parque.

Optamos por sair pela parte de cima do zoo, já mais perto do Gloriette. Acho que a saída poderia ter um pouco mais informação sobre para onde ir, mas nos achamos. Saímos bem ao lado dele e achei que fizemos um caminho bem inteligente (modéstia a parte!) pois indo por dentro do zoo aproveitamos a subida vendo os animais e sentimos bem menos do que se tivéssemos feito o caminho por fora. 
Gloriette
Como nosso ticket não dava acesso para subir no Gloriette (não acho que tenha feito muita falta), apenas descansamos um pouco, tiramos algumas fotos e começamos a descida. 
O caminho para o Gloriette era cercado por essas árvores super altas da primeira foto
Saímos do local pouco mais de 15 horas mas já bem cansados principalmente por causa do calor. Então, repito, em um dia com temperatura um pouco mais amena dá para aproveitar melhor tudo! Porém, essas cinco horas que passamos lá foram mais do que suficientes para conhecer as principais partes do jardim, passear no zoo e no palácio e sair com a sensação de dever cumprido. E de estar deixando para trás mais um local deslumbrante da cidade...

Passamos em casa para descansar um pouco e saímos em direção à Ópera de Viena (Wiener Staatsoper), pois tinha visto relatos em blogs dizendo que eles colocam um telão no lado de fora para assistir ao espetáculo e vi que no dia teria um que parecia bem legal (Rock the Opera). Chegamos lá e... nada de telão! Ainda fui perguntar para uma moça, só para confirmar, e ela quase me tirou para burra porque "se não tinha nenhum telão montado até aquela hora, não ia ter exibição né" (simpatia nota mil da austríaca), daí respondi que achei que não iria ter mas que tinha visto comentários de que eles colocavam e resolvi confirmar. Então ela explicou que as exibições são só a partir de setembro :(
Não teve espetáculo para nós, mas o prédio merece uma visita
Nisso lembrei de outros comentários que tinha visto avisando que no verão preparavam algumas atividades na frente da Prefeitura (Rathaus). Sem uma ópera para assistir, fomos até lá caminhando e bingo! Estava tendo uma feira com mostra de filmes e comida de rua, um ambiente bem legal (um pouco cheio, claro) com várias pessoas que pareciam ter saído do trabalho para esticar um happy hour. Muitas opções de coisinhas diferentes, cervejas baratas e mesas para ficar comendo em pé. Além disso o prédio da prefeitura estava com um telão para a exibição dos filmes, e uma arquibancada montada com várias cadeiras para o pessoal se acomodar. Um espaço bem legal mesmo! E sim, esse prédio lindo e histórico, que mais parece um palácio (e já foi um), é atualmente a prefeitura. Em Viena não existem prédios quadrados e básicos! rs
Prefeitura de Viena
Comemos um pouco e logo iniciou a exibição (creio que já eram quase 21 horas). E adivinhem? Era dia de ópera! Então no fim escolhemos um espacinho na arquibancada e pudemos finalmente curtir um pouquinho de ópera que tanto queríamos. Afinal, ir para Viena e não ver uma ópera é um sacrilégio!

Gastos do dia (ingressos individuais, preços em euros)
- Palácio de Schonbrunn: 12,90
- Zoológico: 15,50 (desconto de 3 euros com o Viena Card)

Observação: compramos o Viena Card de 72 horas, que inclui o transporte público e desconto em algumas atrações. Achamos que valeu a pena. O preço foi 21,90.

4 comentários:

  1. Tami!
    Que delícia de passeio, hein?
    Adorei o Zoo com animais diferenciados do nosso, amo os bichinhos e adoraria conhecer um dia.
    E esse passeio na frente da Prefeitura foi demais.
    Adorei a ideia de filtros com água gelada, tomo muito água e no calor que enfrentaram tem que estar bem hidratados.
    “Como são admiráveis as pessoas que nós não conhecemos bem.”(Millôr Fernandes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do Zoológico, já que gosto muito de pandas eles são muito fofos :3 Esse palácios são bem lindos. Que interessante isso de ter mostras de filmes e comida de rua em frente a prefeitura!

    ResponderExcluir
  3. Também não gosto de morcegos, ainda mais quando passam perto da nossa cabeça. Acho Viena uma das cidades mais lindas do mundo, com aquelas construções antigas e tudo mais. Achei bem interessante essas amostras de filmes em telões em frente da prefeitura.

    ResponderExcluir
  4. Nossa essa viagem deve ter sido maravilhosa *-*
    da pra ver nas fotos, que lindo lugar é né, espero que um dia eu possa fazer uma viagem assim... rsrs

    ResponderExcluir