quarta-feira, novembro 19, 2014

Resenha: Proibido

. .


Fazia algum tempo que não parava na frente do computador sem saber ao menos como começar uma resenha. Sem saber exatamente descrever como me senti ao final da leitura e em relação a história que conheci. Afinal, não é para menos: a autora nos traz nada menos do que o amor (homem-mulher) entre irmãos.
"Observo as casquinhas pretas, secas, esturricadas que se espalham pela tinta branca descascadas dos parapeitos. É difícil acreditar que já tenham estado vivas." (primeiras linhas, pág. 11)
Lochan e Maya são os mais velhos de cinco irmãos. Seu pai os abandonou ainda pequenos e sua mãe vive em um estado de adolescência eterna, gastando dinheiro, namorando e voltando para casa bêbada. Isto fez com que ambos tivessem que assumir a responsabilidade pelos menores, fazendo praticamente o papel de pai e mãe. Aos poucos um sentimento diferente começa a crescer entre eles e eles precisam entender e enfrentar esta etapa da única forma que conhecem: juntos. 

Gosto muito de temas polêmicos, e por isso já li alguns livros no estilo. Tabitha consegue trazer para o leitor o assunto de forma muito tranquila, talvez até um pouco demais. Livros que tratam de assuntos deste nível deveriam - na minha opinião - serem um pouco mais psicológicos. A vantagem deste ter a linguagem mais leve é que consegue atingir um público mais jovem, que não tem muitos livros do estilo para conhecer. 

A autora acerta em vários pontos. O amor entre Lochan e Maya pode ser, de certa forma, explicado pelo nível de desestruturação de sua família. Não é a toa que o sentimento surge principalmente em um dos momentos mais complicados que a família vem passando. Ambos mostram cicatrizes de terem sido criados desta forma. Em alguns momentos até os próprios personagens se perguntam se tudo isso aconteceria caso tivessem sido criados em uma família normal. Seus outros irmãos e sua mãe apresentam comportamentos bem compatíveis com suas idades e estilo de personagens. E a dedicação de Lochan com sua família é simplesmente tocante.

Hoje não existe no mundo, e o livro menciona isto, caso de incesto consensual entre irmãos que foram criados juntos - ao menos não reconhecido. O caso mais famoso é de irmãos que foram separados no nascimento e se reencontraram anos depois, um dos casais inclusive tem quatro filhos (veja mais aqui). Devido à este caso, a Alemanha pensou em abolir o crime de incesto entre irmãos recentemente, mas tem sido duramente criticada pela população (veja mais aqui). É um tema interessante de ser trazido em público, pesquisado e talvez até mesmo dado como leitura para adolescentes ao final do colégio. Seria uma boa discussão em uma aula de filosofia.
Capa brasileira / capa original
Gosto muito da capa brasileira e da original. São bem diferentes, mas ambas ficaram bonitas e combinam com a história. A diagramação está delicada como vem sendo em todos os livros da editora, sempre com alguns detalhes no início dos capítulos e em algumas páginas (aqui são desenhos de arame farpado). Não encontrei problemas de revisão.
"Nenhum sacrifício é grande demais para manter minha família unida, mas a longa estrada adiante parece ser tão íngreme e acidentada que sempre acordo à noite com medo de cair. Só a lembrança de Maya ao meu lado faz com que a subida pareça possível." (pág. 204)
Tive um conflito de sentimentos ao ler o livro. Como disse anteriormente, poderia ser mais psicológico e menos apenas narrativa. Em alguns momentos não acreditei muito no amor entre eles, e em outros me pareciam um casal adolescente como qualquer outro. Porém creio que todo o ambiente criado pela autora me fez acreditar que, se não estavam apaixonados, ao menos realmente acreditavam que sim - já que também não possuíam ninguém com quem conversar sobre seus sentimentos. Mas o que me arrebatou foi o final. Sem dúvida, é um livro para ficar na cabeça por algum tempo!
4/5 - Muito bom!
Mais informações:
Proibido
Título original: Forbidden
Autora: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina (Site | Twitter | Facebook)
Páginas: 304
Links: Skoob | Goodreads 

5 comentários:

  1. Todos falam que o final desse livro é mesmo arrebatador!
    Também gosto muito de livros com temas polêmicos, então quero muito ler esse.
    Ótima resenha! Abraço!

    ResponderExcluir
  2. só tinha lido uma resenha deste livro, e tinha me desanimado na leitura pelo fato de a blogueira ter criticado muito a trama. ela deixou bem claro, desde o inicio que era contra o incesto, e isso prejudicou muito a resenha dela. a sua já foi mais branda. fiquei feliz em lê-la. acho que cada um deve ter a sua opinião, e não se deve escrever uma resenha querendo influênciar outras pessoas...
    enfim, estou curiosa para ler este livro, mas ao mesmo tempo com medo. não sou contra este tipo de coisa, até porque acho que o amor deve prevalecer sobre tudo, sempre... mas acabo ficando com medo de ler este livro e acabar mudando de opinião, ou ficando em duvida sobre o que pensar depois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rayme, os livros mais polêmicos normalmente servem para dar um nó na nossa cabeça ou até mesmo mudar os nossos conceitos... os que conseguem isso, para mim, são os melhores! :) Mas vai sem medo! Como disse, acho que a história dá uma "boa desculpa" para o caso que é apresentado. De qualquer forma, se ficar em dúvida sobre o que pensar acho que significa que o livro é convincente né? hehe

      Excluir
  3. Oii Tami !
    Olha, eu ganhei o livro mas juro que ainda não tive coragem de ler ..
    As resenhas que li até agora detonaram com o meu coração, e acabei deixando a leitura pra lá, preciso me preparar bastante pro livro !
    É um tema bem diferente, e a principio até achei a autora meio louca acredita? rs !
    To tentando imaginar um final feliz pra história até agora ..
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Tami!!

    Há tempos ando querendo ler esse livro, só li resenhas positivas quanto a ele e o cuidado da editora Valentina foi realmente primoroso a capa é realmente linda. Já comprei minha cópia só falta ela chegar para que eu enfim possa ler e me emocionar assim como os donos de resenhas que eu li!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir