domingo, setembro 14, 2014

Resenha: Filha da Ilusão

. .


Contado em primeira pessoa por Anna Van Housen, uma garota que vive com a mãe se apresentando em espetáculos de ilusionismos, Filha da Ilusão se passa na década de 20 em Nova Iorque. Ambientado em uma época de festas, mágicas e da lei seca, acompanhamos um pouco do submundo e da vida dos ricos junto com Anna e sua mãe.
"Sinto um arrepio na nuca antes mesmo de vê-lo dobrando a esquina. Ele avança na minha direção com seu passo gingado, balançando o cassetete, de vez em quando erguendo a aba do boné azul para os transeuntes. Minha coluna se apruma automaticamente e o pulso dispara. Não é à toa que meu medo de policiais já se tornou parte de mim, tanto quanto o castanho dos meus olhos." (pág. 7, primeiras linhas)
Apesar de ter apenas 16 anos, Anna possui dons que sua mãe apenas finge ter. Ela consegue se comunicar com os mortos, prever o futuro e captar os sentimentos alheios. Quando Cole, um garoto misterioso, se muda para o seu prédio, seus dons parecem se expandir e ela passa a conhecer uma sociedade secreta que estuda pessoas como ela.

O livro trabalha o ilusionismo, um tema que ainda não tinha lido, e isso é bem legal. A autora consegue nos passar o ambiente de ilusões e fraudes que Anna e sua mãe tinham com os clientes, além daquele clima meio "Grande Gatsby" dos locais descolados da época. Além disso, mexe com o imaginário ao trazer em alguns momentos o grande mágico e ilusionista Harry Houdini - que infelizmente aparece menos do que gostaria. O relacionamento de Anna e sua mãe é interessante, uma relação de amor que mistura dependência, brigas e cuidados. Diferente do que normalmente vemos entre mãe e filha.

A história peca por ter um ritmo um pouco mais lento do que o esperado. Gostaria de ter visto um ar mais dinâmico, em especial nos momentos de suspense e ação. Por ser o primeiro de uma série (não sei de quantos livros ao total), muitas pontas são deixadas sem resposta ou com pouca explicação. Creio que sejam melhor trabalhadas nos próximos volumes.
Capa brasileira / Capa original
Gosto muito da capa brasileira e da original. Apesar de diferentes, ambas representam bem o livro e são lindas. A diagramação simples porém especial, e a revisão da editora estão ótimas como sempre. 
"Uma visão incomum, Harry Houdini na cidade, e um jovem desconhecido se mudando para o apartamento de baixo. E ainda não é nem meio-dia. Talvez levar uma vida pacata e respeitável seja um desafio maior do que imaginei." (pág. 16)
É um livro interessante, porém esbarra em problemas comuns do início de uma série. Tem bons personagens e promete boas histórias se focar mais nos mistérios do que no romance. A escrita é simples e a leitura flui bem. Em resumo: gostei, apenas não superou as expectativas (que eram razoavelmente altas).
3,5/5 - Entre "Bom" e "Muito bom"
Mais informações:
Filha da Ilusão (Herdeiros da Magia #1)
Título original: Born of Illusion
Autora: Teri Brown
Editora: Valentina (Site | Twitter | Facebook)
Páginas: 288
Links: Skoob | Goodreads 
Série Herdeiros da Magia
#1. Filha da Ilusão
#1.5. Born of Corruption (este e o próximo ainda não lançados no Brasil)
#2. Born of Deception

6 comentários:

  1. A capa realmente é linda! Mas o livro parece mais lento do que eu gostaria numa leitura.
    A premissa da história é interessante. Gosto do tom de suspense, mas concordo que início de série deixa muita coisa solta e outras, sem muita conexão.
    Não sei se leria, mas quem sabe um dia.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Não fiquei interessada nessa série por tratar de um tema que não gosto: ilusionismo. E o fato dele ser um pouco lento diminuiu minha vontade de ler.
    A capa tá até legalzinha!
    Ótima resenha! Bjs <3

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa trama.
    Estou evitando séries e como também não curto essa premissa, não o lerei.
    Também prefiro tramas mais dinâmicas... bj!

    ResponderExcluir
  4. Ilusionismo tema interessante que eu nunca li nada sobre, o livro parece muito bom, fiquei bastante curiosa para conferi essa história.

    ResponderExcluir
  5. Eu tbm estou com as expectativas altas p este livro, irei abaixá-las um pouco...hahaa
    Uma pena saber q o livro foi um pouco lento.....tbm esperava mais emoção.
    Vamos torcer p os outros livros serem mais dinâmicos ^^
    Acho as capas lindas! Tanto a original qnt a brasileira!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro despertou meu interesse desde a primeira vez que o vi e não consigo baixar as minhas expectativas em relação a ele. cada vez elas são maiores.
    A Capa nacional é linda, mas a americana também não fica a trás.
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir