quarta-feira, julho 23, 2014

Resenha: Enquanto eu te esquecia

. .


Lucie é encontrada parada dentro da água em São Francisco. Não tem ideia de como foi parar lá, nem de quem é ou de sua vida. A notícia da moça encontrada chega até seu noivo, que vai até o hospital. Porém o mesmo não sabe como agir ao saber que ela não o reconhece, e se sente culpado por terem brigado sério a última vez que se viram. Aos poucos Lucie vai descobrindo a vida que tinha anteriormente, uma executiva de sucesso, que não cumprimentava seus vizinhos, cheia de manias e segredos. Completamente diferente de como se sente hoje. O reencontro com uma tia - a única família que lhe resta - começa a desvendar alguns segredos. Porém o que ela mais deseja descobrir é porque teve essa amnésia e se ela e seu noivo poderão continuar tendo uma vida normal.
"Ela se deu conta da agitação às suas costas, mas mesmo assim pareceu mais importante continuar examinando, procurando alguma coisa acima da água, na direção das montanhas, um barco de nuvens. Uma ponte à distância, familiar. E algo mais, algo que cintilava na periferia do... Do quê? Do horizonte? Sua visão? Não, sua mente. Alguma coisa que ela estava procurando." (pág. 9, primeiras linhas).
Esperava um livro mais romântico, estilo "Como se fosse a primeira vez", porém a história aqui é mais crua e infelizmente um pouco mais real que isso. Lucie e Grady tinham vários problemas antes de sua amnésia e estavam a um passo de terminar tudo. Então não é aquele romance do tipo "oba, vamos nos apaixonar novamente", é algo em que os dois repensam suas atitudes e tentam enxergar se o futuro ainda valeria a pena. Se não fosse a mudança de personalidade de Lucie certamente isto não aconteceria. Então se você procura um livro de romance fofinho, não é esse.

Cada capítulo é contado por um dos três personagens-chave da história: Lucie, Grady (seu noivo) e Helen (sua tia). Eles não são marcantes, mas possuem características convincentes e realmente parecem pessoas que poderíamos encontrar por aí. A autora colocou Grady como um personagem com descendência indígena e, apesar de ser um toque realmente diferente, não é algo que chega a fazer diferença no desenrolar dos fatos. O ponto positivo destas diferentes narrativas são as decisões tomadas por Lucie e Grady. Muitas vezes vemos ele tomando uma decisão pensando ser o melhor para a noiva e, logo em seguida, vemos Lucie entendendo essa ação como algo completamente diferente do esperado. Esse tipo de divergência entre  o que a pessoa fez e o que a outra entendeu - que é tão normal - sempre fica boa em um livro.

Na parte final a história deixa de girar em torno do relacionamento Lucie e Grady e passa a se focar em Lucie e Helen, com a moça tentando desvendar o seu passado e os motivos pelos quais ela teve este surto e sua consequente amnésia. Quando ela começa a pesquisar sobre isso já podemos prever qual será a explicação e nunca acho isso muito bom, porém ao menos não é nada muito mirabolante. Essa parte do livro tem um ritmo mais rápido, que me agradou mais.
Capa brasileira / Capa original
Gosto igualmente da capa brasileira e da capa original. As duas tem muito a ver com a história, e acredito que a nacional deixe um clima mais parecido com o que vamos encontrar no livro - a original é linda porém parece ser de uma história mais sombria. O livro possui as páginas amareladas e a diagramação simples, boa para a leitura.

Não foi um livro que amei, porém também não encontrei pontos que me desagradassem. É um livro bom, que possui uma escrita simples e que vai agradar quem gosta de ler sobre dramas familiares e acompanhar a visão de diferentes personagens. Não é uma história inesquecível porém creio que vá agradar, então se tiverem a oportunidade podem ler sem compromisso.
"Detestava a sensação de que afinal de contas aquela não era realmente a sua Lucie, apenas alguém novo que acabaria percebendo que ele não servia para ela. Claro, a velha Lucie já tinha percebido isso." (pág. 79)
3/5 - Bom
Mais informações:
Enquanto eu te esquecia
Título original: Love water memory
Autora: Jennie Shortridge
Editora: Única (Site | Twitter | Facebook)
Páginas: 384
Links: Skoob | Goodreads
Onde comprar: Submarino | FNAC | Americanas | Saraiva

4 comentários:

  1. Amei as capas são muito lindas! é gostei também que é intercalada e não em primeira pessoa pois assim podemos entender melhor a historia. Em geral achei um livro bom para ler no final de semana, não sou muito fã deste gênero mas com certeza leria assim que pudesse.
    Beijos.s2

    ResponderExcluir
  2. quanto a capa, achei a original mais bonita ;x
    enfim... hehe
    esses dias li um livro com uma trama bem parecida com essa. não me lembro o nome agora, mas gostei bastante!
    este parece ser bom também, e eu gosto de livros neste estilo!!! *-*
    pretendo ler ele em breve :D

    ResponderExcluir
  3. Oiee
    O livro não vai ser uma leitura memorável mas deve ser ótimo para passar o tempo.
    Antes de ler sua resenha eu esperava um romance fofinho ou algo do tipo,ia acabar comprando o livro
    sem saber do que realmente se trata.
    É bom Lucie mudar seu comportamento e não voltar a ser aquela mulher de antes,quero muito saber o que a fez ficar com amnésia e naquela situação.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Enquanto eu lia a resenha me lembri do filme, e apesar de não ser igual, acredito que é uma boa opção de leitura.

    ResponderExcluir