quarta-feira, março 12, 2014

Resenha: Terras metálicas

. .


"- Tome cuidado para não desmaiar, viu?
- É, a gente não está afim de carregar você para casa.
- Ah, calem a boca, vocês dois! - gemeu Raquel em resposta
- Tudo pronto para começar - anunciou uma quarta voz, em quatro alto-falantes presos ao teto. - Quando você quiser.
Raquel Onero fechou os olhos, desaparecendo com a sala oval. Respirou fundo, pois a adrenalina já pegava carona no sangue, acelerando seu batimento cardíaco." (pág. 7, primeiras linhas)
Tinha boas esperanças para esse livro, e ele realmente excedeu minhas expectativas. Renato conseguiu escrever uma história que facilmente poderia ter sido dividida em dois livros devido a quantidade de ações e desdobramentos tomados neste. Um livro jovem com várias aventuras e um mundo completamente novo. Conheçam Terras Metálicas.

Raquel vive na Esfera, um local criado dentro da Terra após a Última Guerra, quando o mundo ficou inabitável devido a uma massa nuclear que paira na atmosfera. Ela estuda na Academia e está no ano de receber o seu chip, um dispositivo que após implantado informa qual a habilidade que a pessoa pode estudar e desenvolver. O que a garota sonha é se tornar uma Túnel, uma pessoa que consegue mover objetos à distância e, com a habilidade bem desenvolvida, até voar. A vida de Raquel e seus amigos está ótima, porém a revelação de que o mainframe da Esfera, o computador central que controla todas as funções vitais do lugar, está com seus dias contados traz uma sensação de insegurança para a menina. E se não conseguirem consertá-lo a tempo? Seu futuro que antes parecia ótimo se transforma em uma corrida contra o tempo para tentar ajudar a salvar o lugar onde vive.

Acompanhamos a história junto com Raquel, que quase sempre está cercada de seus amigos Tales, Ângelo e Camila. Todos tem entre 12 e 13 anos, mas são tão espertos quanto Harry e sua turma para desvendar os problemas. Confesso que fiquei até o final achando que o autor tinha esquecido algumas pontas soltas e adorei ser surpreendida por uma solução que não havia pensado. 

Existem vários ambientes diferentes no livro: a Academia (local onde acontecem as aulas), Saturno (o parque de diversões da Esfera), as Áreas Afastadas, Shem, entre vários outros. Tudo foi muito bem explicado e ambientado, sem pesar a leitura e dando a quantidade de detalhes suficiente para imaginarmos perfeitamente todos os locais. Devido a um problema já acontecido, os habitantes do local não possuem informações sobre como era a vida antes da Esfera, e é curioso ver como alguns hábitos culturais se repetem e eles não sabem o porquê. Foi uma boa sacada do autor. 

Uma excelente aventura jovem. Após a leitura é quase impossível não ter vontade de ter um tashi, um robozinho voador que acompanha os jovens para todos os lugares, eles são amáveis! A leitura é bem dinâmica, e temos várias cenas importantes durante todo o livro, diferente daqueles que ficam nos enrolando até o fim. 

Creio que o livro merecia uma capa mais jovem e menos escura. Encontrei alguns pequenos problemas de revisão da editora (uma ou outra palavra com uma letra errada) mas que não chegam a atrapalhar. Seria um ótimo livro para se transformar em filme, só não sei se conseguiríamos fazer algum nacional com o nível de efeitos especiais que a história merece.
"Se a Esfera terminasse em menos de três anos não haveria formatura de segundo nível, nem o período de estágio exigido para o diploma, nem a grande formatura, nem o desenvolvimento de seu sonho de voo... Naquele momento Raquel sentiu que um pedaço de sua vida estava ameaçado e isso a levou a um próximo passo." (pág. 271)
Adorei e recomendo demais! Este é outro livro que passo a torcer muito para que ele e o autor tenham bastante sucesso, porque é merecido. A editora deveria investir mais em divulgação e, quem sabe, em uma nova edição com uma capa mais bonitinha e as correções necessárias. Para quem busca uma aventura jovem, é uma ótima pedida.
Excelente!
Mais informações:
Terras metálicas
Título original: Terras metálicas
Autor: Renato C. Nonato
Editora: Novo Século (Site | Twitter | Facebook)
Páginas: 616
Links: Skoob | Goodreads

6 comentários:

  1. Tami, não conhecia o livro nem o autor ainda, mas parece ser muito bom,
    porém, não faz muito o meu estilo de leitura, então acredito que não me agradaria tanto =/

    ResponderExcluir
  2. Já conhecia o livro e ele está na minha lista há um tempinho. Pretendo ler logo, só vejo críticas positivas sobre ele. Deve valer mesmo a pena!

    ResponderExcluir
  3. Realmente a capa não me fez pensar inicialmente em algo jovem, mas ainda bem que existem pessoas para resenhar as obras e me deixarem apaixonada.

    Não conhecia o livro, nem mesmo o autor, mas pelas palavras que usastes na resenha, sinto que ele terá muito sucesso mesmo, e eu fiquei curiosa para conhecer a história mais a fundo hehehe

    bjs
    http://www.confraria-cultural.com/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia o livro nem o autor. Mas o livro chamou a minha atenção, mesmo. Gostei da capa, escura do jeito que é, mas vai de cada um. Quando você disse dos robozinhis voadores que acompanham os jovens, me fez lembrar da série feio, onde uma câmera acompanha a Tally para todos os lugares. Vou pesquisar mais sobre o livro e quem sabe colocá-lo na minha wishlist.

    ResponderExcluir
  5. Olá Tami!!
    Já faz um bom tempo que eu quero muito ler Terras Metálicas. Achei a história tão diferente, e a cada resenha que leio fico mais interessada ainda! Estou super curiosa pra saber mais da história e espero ter uma oportunidade de ler em breve.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir