quarta-feira, março 19, 2014

Resenha: O nosso rito a gente inventa

. .


"Num dia como outro qualquer, a menina entra no quarto e olha de um jeito diferente para a sua valiosa coleção de Barbies. Sem pensar muito, decide que está na hora de presentear a priminha que vive implorando para brincar com as bonecas. Mas depois de ajeitar tudo cuidadosamente dentro de uma sacola, pensa um pouco e resolve ficar com uma delas. Procura a morena, sua preferida, e guarda no armário, atrás das bolsas. Em seguida, olha para a estante vazia e começa a pensar em como vai ocupar todo aquele espaço." (pág. 14, primeiras linhas)
Esse livro parou nas minhas mãos completamente por acaso. Foi enviado junto com o kit inicial da editora, e não sei se teria me chamado atenção se não fosse por isso. 

O livro é escrito por uma jornalista que resolveu pesquisar entre os jovens qual o momento em que eles sentiram que passaram da infância para a adolescência. O resultado são doze histórias reais que mostram diferentes momentos da vida desses adolescentes onde eles "sentiram" sua mudança. Primeira viagem sozinho, festa de 15 anos, bar mitzvah e aulas de teatro são exemplos de algumas das situações relatadas.

É um livro bem pequeno, e cada história não passa de duas ou três páginas. Lembrou-me muito dos livros de colégio, onde ao final tínhamos que fazer algum trabalho. E quase me senti assim ao final da leitura, pois fiquei tentando identificar o "meu" momento de passagem. Não estou bem certa se consegui, contudo as histórias me fizeram lembrar de bons momentos e dos vários conflitos internos que temos nessa época da vida. Pessoalmente, as histórias com que mais me identifiquei foram "Arthur e o primeiro brinco", que retrata as mudanças que o jovem muitas vezes faz para se mostrar diferente dos outros e dos pais, e "Um palco para João", sobre a timidez e as formas de se passar por isso. 

Cada relato inicia com um desenho em preto e branco e finaliza com algumas observações de outras pessoas sobre a situação (psicanalistas, rabinos, educadores etc), cada um colocando sua explicação sobre o significado real da mudança. São trechos bem pequenos, apenas para nos apresentar as possíveis motivações que o jovem tem nestas circunstâncias e o porque de agir assim. 

É um livro de leitura rápida que gostei por me lembrar um pouco de momentos da adolescência. Como são apenas relatos, nada é muito aprofundado. É o tipo de livro que não consigo desvincular muito da ideia de colégio, e acho que seria de bom uso para que está trabalhando com alunos entre onze e quinze anos. Não me prendeu tanto quanto gostaria, mas é um livro interessante. Ao final tem um trecho do livro As aventuras de Alice no País das Maravilhas (a conversa de Alice com a lagarta) que talvez passe com o sentido despercebido para quem leu o livro original, mas que é impossível não compreender após a leitura deste.
"Acontece muita coisa nessa fase, e tudo ao mesmo tempo. É uma passagem radical, porque a gente tem que dar conta de um monte de histórias. Uma delas é se despedir da infância. Isso é sempre doloroso, quer essa fase tenha sido boa ou difícil. Se a gente não tem um colo para se jogar durante a passagem fica muito complicado." (pág. 75)
3/5 - Bom
Mais informações:
O nosso rito a gente inventa
Título original: O nosso rito a gente inventa
Autora: Silvana Tavano
Editora: Callis (Site | Twitter | Facebook)
Páginas: 80
Links: Skoob

3 comentários:

  1. nossa, também nunca tinha ouvido falar dele, e acho que se não fosse pela sua resenha, não iria conhecer nem ficar interessada por ele.
    parece ser um livro bom mesmo, e bem cara de escola também haahha

    ResponderExcluir
  2. Esse livro parece tão "nostalgiante" hahahah adoraria poder ver essas histórias... E eu não sei qual foi o momento que eu passei da infância para a adolescência :/

    ResponderExcluir
  3. Olá tami, tudo bem??
    Não conhecia este livro, então adorei conferir sua resenha dobre ele, pois creio que deve ser uma leitura super rápida e leve...E são poucas páginas uma leitura para se fazer naquela tarde de chuva!! Dica anotada!!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir