quarta-feira, setembro 25, 2013

Resenha: O amor mora ao lado

. .


"- Sou tão firme quanto uma minhoca - Lacey Lancaster murmurou enquanto entrava em seu apartamento. Jogou a correspondência sobre uma mesa de canto e olhou para Cléo. - Não disse uma palavra ao Sr. Sullivan, não soltei nem um pio." (primeiras linhas, pág. 7)
Esse livro cortou a minha fila de leitura por um motivo simples: é bem pequeno. Além de fininho, as letras são razoavelmente grandes e as linhas são bem espaçadas. Ou seja, promessa de uma leitura rápida. Fui sem muitas expectativas e sem ter visto outras opiniões sobre o livro.

Lacey mora sozinha com sua gata Cléo. Após o seu divórcio traumático há um ano atrás, ocorrido por uma traição, ela decidiu não se envolver romanticamente com mais ninguém. Sua decisão é sempre reforçada por ouvir as brigas do seu vizinho Jack com Sarah, alguma coitada que Lacey supõe que ele deve estar enganando. Jack é o típico cara bonitão, e faz algum tempo que ele dá em cima de Lacey mas ela evita ao máximo o rapaz pois não quer ser enganada novamente. Até o momento que o Cão, gato de Jack, engravida Cléo. Então Lacey se vê obrigada a conviver mais com o vizinho.

Falar mais do que isso é começar a contar spoiler da história, até porque os acontecimentos são poucos. É um livro gostosinho e rápido de ler, mas é tão previsível e tão sucinto que acabei não me apegando a nenhum personagem. Os gatos servem pura e simplesmente para justificar a aproximação dos vizinhos. Eles não chegam a sumir da história, mas são personagens secundários - ao contrário do que a capa e a diagramação dão a entender. Isso me decepcionou um pouco.

Os "mistérios", aproximações do casal e a forma como Lacey acabou lidando com o seu divórcio são tratadas de forma rápida. Na verdade, em todos os casos consegui entender o problema antes mesmo da protagonista. E antever suas ações. Se a história fosse mais aprofundada, os personagens secundários mais trabalhados (como Sarah e uma amiga de Lacey), talvez fosse mais fácil de se identificar.

Em se tratando de diagramação, o livro ficou bem bonitinho. Tem desenhos de gatos no início de cada capítulo e, em alguns, no final. Só me incomodou um pouco o tamanho da fonte e todo o espaçamento dado. Se fosse feito mais no padrão que a editora faz, certamente ocuparia bem menos páginas. Talvez a intenção tenha sido "crescer" um pouco o livro mesmo, contudo isso me incomodou um pouco porque lembrou muito o tipo de livro feito para pessoas mais novas, que estão iniciando na leitura. Ah, e muitas das páginas no final são apenas o primeiro capítulo de outro livro (A pousada Rose Harbor, da mesma autora). E não posso deixar de destacar que o marcador ficou uma fofura com aqueles gatinhos no topo.
"Ela queria companhia, e, depois de seu casamento desastroso, não queria mais saber de homens em sua vida. Um gato não mentiria para ela, não a trairia nem a faria sofrer. Peter, no entanto, havia feito tudo isso com uma precisão cirúrgica." (pág. 10)
Não é um livro ruim, mas é um livro com uma história clichê e com personagens pouco marcantes. É aquele tipo de história que vai te distrair por no máximo umas três horas (é difícil precisar de mais tempo do que isso para terminar a leitura) e depois acabou. Não vai te deixar com aquela sensação de "que livro bom e diferente!". É uma distração razoável, e só.
Regular
Mais informações:
O amor mora ao lado
Título original: Family Affair
Autora: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito (Site | Twitter | Facebook)
Páginas: 160
Links: Skoob | Goodreads

11 comentários:

  1. Que pena que o livro é fraquinho, confesso que esperava bem mais. Ainda gostaria de ler, quem sabe não tenho uma impressão diferente! Mas acho difícil, porque clichê mal contado e personagens fracos, não deixam a história evoluir muito.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Livro bom é aquele tem uma história marcante, e quando você termina de ler fica aquela sensação de quero mais. Pela sua descrição da obra, não me arriscarei a compra-lo.
    =)
    http://www.giiumpoucomaisdemim.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu ia comprar o livro porque achei a capa linda, mas dai como dizem n julgue um livro pela capa, fui ler a sinopse e vi que não ia gostar, então acabei desistindo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Oi Tami!
    Fiquei meio desanimada ao saber que o livro é tão sem vida assim, ele conquista tantoo pela capa '-'
    Ainda não li nada da Debbie, mas pretendo ler ainda esse anoo Pousada Rose Harbor e espero gostar =)
    E ainda assim gostaria de ler o livro O Amor Mora ao Lado e tirar minhas conclusões talvez eu goste *-*

    Beijos da Lua!
    www.tyciahadiresenhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. auhsuha eu não curto muito livro com "animais", não sei o por quê, mas confesso que estava esperando mais desse livro, pena que não é tão bom.

    :(

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não li nada da autora, o outro livro dela não tinha me interessado tanto, mas esse já me interessou mais. Desde que eu tinha visto ele nos lançamentos da NC eu já tinha gostado da capa, agora lendo a resenha, também gostei da história que o livro aborda e acho que vou gostar dele. Gostei da resenha!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que lindinho o desenho dos gatos no capitulo! Pena que o livro não é tão bom

    ResponderExcluir
  8. Eu já tinha lido outras resenhas desse livro e a impressão foi a mesma que a sua, um livro leve, pra distração de uma tarde e pelo visto ta mais pra um conto esse livro né! O desenho dos gatinhos é lindo e eu achei a principio que eles estavam mais presentes na historia do que só um pretexto pra aproximação do casal, mesmo assim, se tiver oportunidade vou le-lo! Bjão! :)

    ResponderExcluir
  9. Essa é a primeira resenha que leio desse livro, quando eu vi esse livro nos lançamentos, já quis ler pela autora. Eu estava imaginando a história totalmente diferente, mas agora lendo a resenha percebi que não é nada do que eu imaginava, e já desisti do livro...
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Li em algum lugar que esse livrinho não é atual, já tem alguns anos de escrito.
    A editora bem que poderia lançar os livros que compõem as crônicas de Cedar Cove, que foram a inspiração para a autora elaborar A Pousada Rose Habor.

    ResponderExcluir
  11. Nossa estou de olho neste livro desde seu lançamento, mas confesso que espera mais sobre ele (pensei que se tratasse de uma historia mais complexa), mas achei bem legal ser uma historia mais leve . me apaixonei por esta capa e por estes gatinhos. Gosto bastante de gatos e este livro parece ser uma ótima leitura depois de uma historia mais " pesada"!!
    BJuss♥

    ResponderExcluir