quinta-feira, abril 04, 2013

Músicas que dariam um livro: If heaven wasn't so far away

. .



Acabei trocando a música de hoje na última hora. Queria variar do country (que foi o ritmo da semana passada, e da outra, mas eu adoro), mas acho a letra dessa tão bonita que não consegui evitar. Aliás, country é um dos ritmos que mais tem "história" nas letras, são bem autobiográficas. Vamos conhecer "If heaven wasn't so far away", do Justin Moore. O clipe é bonitinho, mas poderia ser bem melhor se não ficassem focando tanto no cantor apenas... cantando. A história é legal demais e poderia ter sido feito um clipe melhor!
Todo dia eu dirijo para o trabalho e cruzo a ponte Flint River
Cem jardas de onde eu e meu avô pescávamos
Começamos com um dia comum, com o nosso protagonista indo para o trabalho.
Tem um pedaço da sua velha banca de frutas do lado da estrada de Sawmill
Eles estaria lá empilhando pêssegos se fosse a 20 anos atrás
E o que eu não daria
Para rodar naquele velho caminhão com ele
Passando por lugares conhecidos, lembrando de coisas antigas. Quem teve oportunidade de conviver, ou convive, com os avós sabe que tem algumas lembranças que não se apagam.
Se o paraíso não fosse tão longe daqui
Eu juntaria as crianças e iria passar o dia
Aqui vou tomar uma liberdade criativa. O nosso protagonista estava dirigindo, pensando em como seria bom rever as pessoas que já se foram e, de repente, o carro sai da estrada e entra em um lugar novo. Um mundo perfeito, iluminado, com crianças brincando e muitos velhinhos descansando no sol. Ele conseguiu chegar no paraíso.
Apresenta-los a seu avô
E vê-los rir pela maneira como ele falava
E ele encontra seus filhos conversando com o avô. Rindo, sentados na grama. Ele percebe que conseguiu chegar no paraíso, e de alguma forma eles conseguiram chegar lá também. Como um grande parque onde vamos nos finais de semana.
Acharia meu primo perdido John
Aquele que deixamos para atrás no Vietnã
Mostraria a ele uma foto de sua filha
Ela é uma médica e ele iria se orgulhar

Começaria a ir atrás de todas as pessoas que ele já tinha perdido. Contar como estava a vida agora, e ver como eles estavam no céu. O primo seria uma delas, que foi jovem para a guerra e deixou a esposa grávida em casa.
(cortei um pedaço da música agora para ficar no final, que se encaixa melhor)
Eu abraçaria todas aquelas três garotas que perdemos da classe de 1999
Motivo para ele ter perdido três colegas? Um acidente na viagem de formatura, algum assassinato no colégio...
E eu acharia meu cão Bo,
E o levaria para caçar mais uma vez
Quem já teve animais de estimação sabe o sentimento não é? Poder brincar com os bichinhos mais uma vez, ainda mais se forem cães ou gatos, que nos acompanham por mais tempo na vida.
Perguntaria para Hank porque ele tomou aquelas pílulas em 1953
Essa demorei para compreender. Hank Williams foi um ícone da música country que faleceu em 1953, aos 29 anos, devido ao abuso e mistura de remédios com álcool. 
Pediria a Janice para cantar o segundo verso de "Me and Bobbie McGee"
Não consegui confirmar se a letra é realmente essa ou se ele estava mencionando Janis Joplin e sua música "Me and Bobby McGee". Creio que seja a segunda opção, pela proximidade. Mas é uma ótima ideia não? Ir atrás dos artistas que tanto gostávamos, tentar achar uma explicação para algumas mortes. Tentar ouvir músicas que não foram lançadas. Matar um pouco a saudade com as novidades.
Sentaria em uma nuvem e ficaria por um instante
Eu ficaria feliz só em vê-los sorrir
Aquele momento depois que ele teve oportunidade de conversar e matar um pouco da saudade de tantas pessoas. Uma sensação indescritível de reflexão. Parar um pouco e observar tudo de longe. Já imaginei a cena: aquele gramado bonito, dia de sol, só pessoas felizes conversando e correndo pelo local. Aquele sol baixando para o final da tarde...
Diria a eles que eu voltaria em alguns dias
Pelo retrovisor eu os veria acenar
Hora de buscar as crianças e ir para casa. Está escurecendo. Um aperto no peito por ter que deixar aquelas pessoas novamente, mas sabendo que assim como ele foi uma vez, deve conseguir ir uma segunda.
É, perdê-los não seria tão difícil de aguentar
Se o paraíso não fosse tão longe daqui.
Nesse ponto acho que o protagonista iria acordar. Será que tudo foi apenas um belo sonho?

E é uma coisa linda não? Quantas coisas a gente poderia fazer se pudesse visitar o céu apenas de vez em quando? Talvez não teríamos conhecimento da dor que é perder alguém. Será que isso iria fazer a gente valorizar menos o tempo que passamos com elas?

Não sei se seria um drama, porque não tem nada de triste. Seria um livro reflexivo, talvez espírita. Zíbia Gasparetto como escritora dessa história então?

Aproveitando a reflexão, quem vocês gostariam de rever? Eu gostaria de rever meus avós (tenho apenas uma viva) e de conhecer o avô que faleceu antes de eu nascer. Ter a oportunidade de conversar com meus avós que já se foram lúcidos, porque tenho poucas lembranças dos dois dessa forma (ambos tiveram doenças relacionadas à memória). 

Espero que tenham gostado e até a próxima semana!



22 comentários:

  1. Curti o post. Realmente músicas country são as que mais têm histórias para contar e essa não é um exceção :)

    Eu gostaria muito de ver meus avós. Quando nasci eles já tinham falecido :\ queria muito ter conhecido eles.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do post. O vídeo é bem legal e concordo com você quanto a ficar muito focado no cantor, como você diz, apenas cantando. Daria para ter feito um clip bem mais legal. Mas mesmo assim, foi muito bom ouvir e assistir. Amo musica country e logicamente vou baixar o clip para ver outras vezes.

    ResponderExcluir
  3. Não sei se precisava ser um livro espírita, mas algumas coisa de ficção já estaria valendo muito, ainda mais no caso de ser um sonho.
    Realmente seria uma história bem bonita e reflexiva, mas acho que com um espírito mais alegre do que triste.
    E você tem razão, as músicas country tem letras muito boas, o que está complicado hoje em dia em outros estilos.
    Adorei!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Nossa adorei seu post. Seria uma história muito bonita.
    Seguindo aqui.

    Capricornizando

    ResponderExcluir
  5. Que lindo hein! Super imaginei as cenas! :)
    Ah, e eu gostaria de rever tanta gente que nem quero começar a falar aqui.. hehe

    ResponderExcluir
  6. Adoro essa sua ideia de criar em cima das letras. Realmente ficou muito bom e o resultado foi um momento relax, acho que todos precisamos sair da estrada de vez em quando... e encontrar, reencontrar, dar vazão aos sentimentos guardados... estar no céu. Adorei.

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei da parte do assassinato no colégio. rsrs...

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha lido um post desse tipo, eu adorei imaginei cada cena.
    Eu ainda não conhecia a música. Você sempre com ótimas ideia de posts.beijos

    ResponderExcluir
  9. Bacana essa música, dava mesmo uma história e das boas. Gostei da ideia. Alguém aí faz, vai! xD
    Séria legal se fizessem um livro baseado em um monte de músicas, não acha? Ficaria muito bacana essa ideia.

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro esse post, sempre a música cabe direitinho em um filme né.

    ResponderExcluir
  11. Aaah, não gostei! Não gosto de música country, não faz meu tipo.
    Mas não posso deixar de concordar que músicas country tem mais historias pra contar...

    ResponderExcluir
  12. Bem, vou baixar a musica pra escutar melhor, mas a tradução é linda *--*
    Eu não tenho ninguém em especial que eu queria reencontrar, quem já foi eu soube aproveitar os momentos e os que amo ainda estão aki.
    Espero mais indicações de musicas, quero atualizar as minhas hehe
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia essa música.
    A parte do "perdido John" me fez lembrar do Sparks, kkkkk

    ResponderExcluir
  14. Adorei essa coluna! Tem mais aqui no blog? Vou procurar.
    Sempre quis alguém pra me explicar clips e para ver se tem o mesmo pensamento que eu sobre eles. hehe

    Eu achei essa música bem triste. Adorei o jeito como tu interpretou, fiquei super emocionada.

    ResponderExcluir
  15. Oi Tami!
    Adorei a musica de hoje, bem bonita, e realmente daria um livro bem reflexivo, bem legal, mas acredito que se pudessemos visitar o céu de vez em quando diminuindo a saudade de quem já partiu, algumas pessoas dariam ainda menos valor as pessoas que estão ao seu lado.

    Beijos da Lua =*
    www.tyciahadiresenhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Também curto country, principalmente Taylor Swift e acho q Fifteen daria uma história muito fofa.... Gostei da música e ainda mais da letra.

    ResponderExcluir
  17. Nunca tinha ouvido essa música, e eu até gosto de country. Se a música fosse um livro a história realmente seria bem interessante e acho que eu leria. E eu acho que iriam valorizar menos o tempo que passamos com as pessoas. Adorei o post :)

    ResponderExcluir
  18. Nunca ouvi essa musica! E a letra realmente poderia dar um livro! Tem musicas que foram feitas para ter uma historia, serio!

    ResponderExcluir
  19. Eu adoro esses posts com as histórias das músicas *-* Essa eu não conhecia, mas até que é boa. Gosto muito de country, só que prefiro aqueles mais agitadinhos, tipo Footloose, haha.

    Eu gostaria de rever meu avô que faleceu quando eu tinha uns 6 ou 7 anos. Ele me mimava tanto, era tudo pra mim. Sinto muita falta :/

    Beijos, Flá. { http://pequenascoisaas.blogspot.com.br/ }

    ResponderExcluir
  20. Muito legal esse post amei mesmo, e é verdade tem um monte de musica que daria um livro sem problema, eu não conhecia a musica e nem a banda, mas gostei muito achei bem legal.

    ResponderExcluir
  21. confesso que eu não curto muito o country, mas essa letra é bem bonita mesmo!

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Nossa seria muito legal um livro baseado em uma musica, tem tanta musica boa por ai que eles poderiam fazer isto, nossa, seria uma maravilha!

    ResponderExcluir