quarta-feira, outubro 17, 2012

Resenha: A maldição do cavaleiro

. .


A maldição do cavaleiro
Autor: Adriano Siqueira
Editora: Estronho
Páginas: 128
Link no Skoob:
http://www.skoob.com.br/livro/218077
Cortesia da editora.
Sinopse: O personagem Cavaleiro Valente foi criado em março de 2001, era um dos cavaleiros que protegia nosso mundo dos poucos dragões e bruxas que restavam, nessa aventura acompanharemos a história de quando Valente matou o dragão Vladragun e, sem saber que não era para fazê-lo, recebeu uma maldição da bruxa Calépsia, ele deveria passar por diversos mundos e épocas, e em todos acabaria morrendo. Viveria eternamente assim! Mas sua amiga Jade sempre estaria por perto para ajudá-lo - ou não! Até uma facção foi criada para exterminá-lo através dos mundos e épocas. O Cavaleiro sofrerá bastante! Agora ele lutará muito para tentar voltar ao seu mundo e derrotar a mulher que o expulsou, mas no caminho enfrentará diversos obstáculos, será que ele conseguirá a vitória? Acompanhe esta aventura! 
Literatura nacional na área! "A maldição do cavaleiro" é o primeiro livro da Coleção Fantasia de Bolso, do selo Fantas (editora Estronho), e o primeiro que recebo da editora. Escrito por Adriano Siqueira, é um livro juvenil  de fantasia, onde passamos por muitos mundos acompanhando o personagem principal. É um livro pequeno (no tamanho e na quantidade de páginas), o que o torna super rápido de ler e perfeito para colocar na bolsa e levar para qualquer lugar.

Na história acompanhamos o personagem Cavaleiro Valente, que precisa passar por um reino inimigo para poder chegar na floresta e colocar novamente para dormir um dragão que está prestes a despertar. As bruxas que protegem a floresta fizeram uma magia que faz com que o dragão acorde a cada trinta anos, e para ele adormecer novamente é necessário que seja lida uma magia que está em um manuscrito. Porém o cavaleiro decide matar o dragão e, com isso, desperta a ira da bruxa, que o condena a passar por vários mundos e épocas, e morrer em todas.
"Sinto falta de um pedaço de mim que deixei no passado.
Algo que arrancou toda a luz que havia no final da masmorra.
Ali fiquei, por muito tempo." (pág. 10, primeiras linhas)
Durante suas idas e vindas dos mundos, ele conta com a ajuda de Jade, uma amiga de Julyanne (sua paixão), que o ajuda a entender cada um dos locais onde ele aparece. Ela consegue se incorporar no corpo de qualquer mulher contanto que ele chame o seu nome - e, com isso, obtém as memórias do corpo onde entrou e informa o Cavaleiro sobre onde estão. 

A construção da narrativa é interessante, mas poderia se detalhar mais em alguns locais. Talvez por ser um livro infanto-juvenil o autor tenha optado por ser mais sucinto, mas essa é uma história que definitivamente poderia render um livro com umas duzentas páginas se quisesse. O Cavaleiro passa por vários mundos, e muitos deles são tão criativos que acabamos querendo conhecer um pouco além do que o livro conta. Entre eles, meus preferidos foram o que o Cavaleiro encontra uma menininha e um com carros assombrados, que infelizmente não posso falar muito mais para não estragar a história.

O livro está lindo, com uma bela imagem de capa e desenhos internos que ilustram a narrativa. A fonte está bem agradável, ainda mais se considerarmos que é um livro de bolso, onde normalmente as editoras resolvem colocar uma letra minúscula e não deixar espaços. Além disso, o livro veio com um mini-marcador (primeira vez que vejo!) muito bonito  também. Infelizmente o livro possui alguns problemas na construção de frases. Digamos que encontrei muitas vírgulas e poucos pontos, e um exemplo disso é a própria sinopse. Isso foi algo que me incomodou um pouco. Possui também uma ou duas palavras com maiúscula quando não deveriam ter e alguns poucos erros de concordância ou digitação. Esses últimos não atrapalham muito a leitura, mas são erros que podem ser facilmente corrigidos em uma próxima edição.

Um ponto que gostaria de destacar é o final. Algumas pessoas não gostam quando falamos que o final surpreende porque tira um pouco da surpresa que elas poderiam ter, mas sempre acho que é um ponto positivo dos livros e que deve ser mencionado. Esse foge do básico e nos apresenta um final que, sinceramente, em nenhum momento vi chegando. De certa forma, após a leitura ainda fiquei pensando em dois motivos possíveis pelos quais o autor pode ter escolhido esse fim, e sinceramente não sei em qual ele pensou. Grande mérito do autor.
"Certamente estes homens estariam com ele apenas para vê-lo vencer o monstro para depois matá-lo. Tinha certeza de que não sairia vivo da floresta. Se o dragão não o matasse, os guerreiros do Rei o fariam." (pág. 37)

11 comentários:

  1. Para quem gosta, uma ótima sugestão.

    ResponderExcluir
  2. Eu não gosto de livros de fantasia, e não gostei muito da capa.. Muito menos de maldições! hahaha.
    Definitivamente esse não é um livro que eu leria. Mas isso por motivos mais pessoais mesmo sabe, gosto pessoal. O livro em si parece ser bom para quem curte esse gênero.
    O excesso de vírgulas e a falta de pontos é uma coisa que me irrita demais também! Lendo a sinopse eu percebi isso.
    O marcador fofinho você vai mostrar né? Poderia fazer em um daqueles posts dos marcadores, um só com "mini marcadores". O do livro Até eu te encontrar da Graciela Mayrink, não sei se você tem, ele é pequeno e super lindo!
    Adorei a resenha ^^ Beeijão.

    ResponderExcluir
  3. Essa temática não me agrada...

    Também já tinha notado esse problema do tamanho da fonte em livros de bolso, aff!

    Marcadores são sempre bem vindos, hehe.

    Bjo.

    ResponderExcluir
  4. Esse tipo de livro não é um que costumo ler mas me parece ser bem interessante ... talvez eu de uam chance ao livro ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi..

    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas achei ele muito interessante.. E fiquei curiosa para ler ele.. Então, acho que vou ler.. Adoro um livro de aventura..

    ResponderExcluir
  6. Ate que o livro é bom, mas nao sou fãn de livro de bolso, as letras são super miudas e alem do que eu nao gostei tanto assim da capa, mas pra que curte é uma boa pedida.

    ResponderExcluir
  7. A capa não é lá essas coisas, mas como gosto de fantasia, aventura, acho uma boa indicação. Um livro para eu anotar para mais tarde!

    ResponderExcluir
  8. A capa realmente não chama atenção, mas a estória parece ser boa.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Nãofaz muito meu tipo de leitura...
    Mas quem sabe eu não dê uma chance né !!!

    ResponderExcluir
  10. Não costumo ler livros de fantasia. E confesso que a capa não me agradou tanto...
    Para quem gosta do gênero, creio que seja uma ótima sugestão, além de ser nacional :D

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu amo esse genero e o livro já está nos meus desejados. A capa é bonita, mas achei artificial demais.... O unico problema dele, aparentemente (e no meu gosto) é essa falta de detalhes. Adoro livros com boas descrições!!!

    ResponderExcluir