terça-feira, setembro 18, 2012

Resenha: Túneis

. .


Túneis (Tunnels)
Autores: Roderick Gordon, Brian Williams
Editora: Rocco
Páginas: 478
Link no Skoob:
Sinopse: Will é um garoto de 14 anos cuja única afinidade com seu excêntrico pai é a paixão pela arqueologia. Ele passa a maior parte do seu tempo livre cavando buracos nos arredores do terreno de sua casa para realizar descobertas científicas, fugir da pressão da escola e da mesmice da família. Um dia, seu pai desaparece misteriosamente por um túnel que Will não conhecia, e o garoto começa a cavar, literalmente, a verdade por trás do sumiço do pai.
Túneis foi um livro que li com uma certa expectativa. Tinha visto boas resenhas, parecia um bom livro de aventura, com um tema diferente e, por ser do selo "Jovens Leitores", deveria ser uma leitura leve. Enfim, uma história que tinha tudo para ser interessante. Infelizmente o livro não correspondeu a isso.

Will mora em uma casa com seu pai, sua mãe e sua irmã, mas a família não é muito unida. O garoto compartilha com o pai a paixão por arqueologia, uma das únicas afinidades entre eles. A irmã, Rebecca, é quem coloca a casa em ordem e arruma tudo o que deixam largado. A mãe está sempre em casa sentada na sua poltrona vendo tv, e só.
"SHLAAC! A picareta atingiu a parede de terra e, cintilando em uma lasca de sílex oculta, afundou na argila, parando subitamente com um baque surdo.
- Pode ser aqui, Will!" (primeiro parágrafo)

Dr. Burrows, pai de Will, começa a perceber alguns tipos diferentes de pessoas na cidade e inicia uma investigação particular sobre elas. Aliando isso a outras descobertas que tem feito, a curiosidade dele só aumenta. Um dia ele simplesmente some, e ninguém sabe o que aconteceu.

O tema do livro é algo bem diferente para mim: escavações. Foi interessante saber um pouco mais sobre esse assunto. Porém o livro é extremamente descritivo, o que torna a história meio truncada. Os autores não passam páginas descrevendo uma coisa, mas a cada item novo que aparece eles tem a necessidade de falar demais sobre aquilo. E isso cansa. Querem um exemplo?
"- Saia já daí! - berrou o Segundo Oficial na cela, a cabeça tão esticada para a frente que os tendões do pescoço grosso se destacavam arrogantes, como uma corda cheia de nós" (pág. 399)
Em alguns casos a descrição ajuda bastante, mas utilizar isso sempre deixa o livro lento. E, para um livro de aventura, esse não é dos mais ágeis. Will só vai conhecer os "túneis" quase na página 200. E a história não engrena muito a partir daí. Sinceramente, senti falta de uma emoção mais constante, que não fosse de apenas uma ou duas páginas. 

Confesso que não consegui entender o personagem principal algumas horas. Primeiro ele é totalmente focado em encontrar o pai. Depois parece que "esquece" disso e quer simplesmente fugir. Depois lembra do pai e decide se focar em encontrar ele novamente. E esse mesmo sentimento ele tem em relação ao amigo Chester, que acaba se separando dele em um pedaço da história. Sinceramente, pareceu muito enrolado e sem necessidade.

Não achei que o selo "Jovens Leitores" caiu bem para o livro. É uma história jovem, porém além de ser muito descritiva, tem muitas palavras mais complexas que não são necessárias para pessoas mais novas. O exemplo disso está já no primeiro parágrafo: quantos aqui sabem o que é uma "sílex"?
Outro ponto a se destacar é que a história não tem fim. Esse é o primeiro livro da série "Túneis", que possui seis livros, e praticamente todas as pontas ficam soltas. Algo no estilo de "Feios", para quem já leu.

Apesar da quantidade de críticas, o livro não chega a ser ruim. É apenas um pouco cansativo. A narrativa é interessante, e se fossem cortadas umas cem páginas creio que ficasse mais ágil. Penso em, em outra oportunidade, ler a continuação para ver se a história é mais rápida e com mais ação. Se não for, daí desisto. 
"As regras são muito diferentes por aqui. Desde que fique dentro da lei, faça sua parte e compareça aos serviços religiosos, ninguém se importa de você aliviar um pouco a tensão. Não é da conta de ninguém mesmo." (pág. 285)
Série Túneis
#1 - Túneis
#2 - Profundezas
#3 - Vertigens
#4 - Closer (ainda não lançado no Brasil)
#5 - Spiral (ainda não lançado no Brasil)
#6 - Terminal (ainda não lançado no Brasil)

16 comentários:

  1. Comecei a ler esse livro, faz tempo, mas não consegui terminar, achei cansativo... Não tenho curiosidade em retomar a leitura.

    O exemplo da página 399 é engraçado, lembro aquele livro "Noturno", que é descritivo e chato rsrsrs

    Mas gosto da ideia de algumas palavras mais complexas, assim é bacana aprender mais. =D

    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, queria ler esse livro, mas detesto livros, mesmo de séries, sem final, então, risquei da lista.

    ResponderExcluir
  3. Puxa.. o livro não me interessou nem um pouquinho (ainda mais pelo fato, de ser uma série). Não acredito que seria esta, uma história que prenderia minha atenção.. então, não pretendo me arriscar. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Humm, não gostei...

    Tô fora dessa leitura, rsrs.

    Bjo.

    ResponderExcluir
  5. Hum não fiquei muito interessada não nesse livro .. quem sabe na proxima ! ^^

    ResponderExcluir
  6. Esse, com certeza, não é um livro pra mim! Já não gosto muito de aventuras, e esse tema de "escavações" também não me interessou em nada :/ Fora que pelo que você disse é um livro meio "lento" né, e isso ás vezes me irrita muito!
    Pelo que vi não foi só eu que não curtiu né, geral antipatizou com o livro! Tadinho! rsrsrs.
    Ótima resenha!!

    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Oi..

    Adorei a sua resenha, e gostei muito desse livro, pois, gosto muito de livros de aventuras... E essa capa que coisa mais linda, e agora estou me remoendo de vontade de ler esse livro, mas o que estranho é que nunca antes ouvi falar desse maravilhoso livro.

    ResponderExcluir
  8. Oi *-*
    Então pela sinopse e pelo inicio da resenha o livro me chamou a atenção demais, mas ao saber que ele é um pouco lento eu fiquei meio com o pé atrás ainda assim, caso consiga encontrar com ele algum dia irei ler.

    Beijos da Lua =*
    www.tyciahadiresenhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Não gosto de aventura, sua resenha ficou ótima, mas não me interessei por ele. Bjoo ;)

    ResponderExcluir
  10. Desde que soube do lançamento e vi a sinopse, não me chamou a atenção. E se ainda é cansativo ... já vou desistindo antes de começar. Esse eu não encaro.

    ResponderExcluir
  11. Não me animei muito a ler esse livro não, falar a verdade a estória não me chamou atenção.
    Quem sabe outra hora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu não conhecia o livro, mas por sua resenha parece ser cansativo, e prefiro uma leitura mais dinâmica. Não sei se leria.
    Bjos!
    Cida

    ResponderExcluir
  13. Tenho muitos livros na minha listinha, esperando para serem lidos e esse não me agradou muito. Ainda mais sabendo que é cansativo!

    ResponderExcluir
  14. Apesar de ter adorado a capa desse livro, não gostei muito do enredo da historia, se eu comprasse esse livro ele ficaria guardado no cantinho da minha estante então nem compensa. Mas boa leitura pra qem gosta desse genero.

    ResponderExcluir
  15. Sinceramente, não é meu tipo de leitura.

    Além do fato de que'u não gosto de capas desse estilo :(

    ResponderExcluir
  16. A sinopse era até bacana, mas o livro em si me pareceu muito 'chatinho'... :/

    ResponderExcluir