terça-feira, maio 29, 2012

Dica da Semana #4: Livros na novela

. .


A dica de hoje é mais uma curiosidade do que realmente uma dica. São livros que foram citados na novela das 21h (Avenida Brasil) e qual a relação deles com a trama.

O texto não é de minha autoria, mas achei interessante e quis trazer para cá. Copiei de uma matéria publicada no caderno TV Show, do jornal Zero Hora do dia 20 de maio de 2012:

A metamorfose (Franz Kafka)
Conta a história de um homem que, um dia, acorda transformado em uma grande barata. Suas relações familiares sofrem um grande abalo, e todos os parentes passm a odiá-lo e a isolá-o.
Relação com a trama: Sem perceber, Tufão é considerado um inseto insignificante por Carminha, que só quer manipulá-lo. Ela o considera um abobado fácil de ser controlado.

Madame Bovary (Gustave Flaubert)
Romance sobre uma mulher que se casa com um médico com o intuito de entrar na alta sociedade. Como o casamento é monótono, ela embarca em uma vida desregrada de traições.
Relação com a trama: Carminha se casou com Tufão com o intuito de ter prestígio e dinheiro. Além de querer tirar tudo do ex-jogador, assim como no livro, a mulher também trai o marido com o amante, Max.

A interpretação dos sonhos (Sigmund Freud)
O livro aborda os mecanismos psicológicos dos sonhos. Freud desenvolve nele um método para conseguir acessar os sonhos por meio de experiências com técnicas de hipnose.
Relação com a trama: Quando iniciou a leitura, Tufão, encantado com a obra, reproduziu a frase: "O sonho é a estrada real que conduz o inconveniente". Uma indireta para que ele busque a verdade sobre tudo, mesmo que seja em sonhos.

Memórias póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis)
Na obra, o protagonista mantém um relacionamento com Virgília, uma mulher casada. Também são abordadas questões como roubo de bens materiais e briga por dinheiro.
Relação com a trama: Outro que fala sobre traição. Carminha mantém um relacionamento fora do casamento e já roubou o marido com a ajuda do amante, inclusive forjando o próprio sequestro para faturar uma grana extra.








Confesso que desses só "li" o Memórias Póstumas (e coloco o "li" entre aspas porque foi aquela leitura matada de colégio para alguma prova). Lembro que não gostei muito, acho que nos traumatizam colocando Machado de Assis muito cedo na escola... talvez um dia tente ler esse de novo ou algum outro livro.
Me interessei por "A metamorfose", do Kafka. Não costumo gostar muito de "clássicos" por causa da linguagem - sempre preferi escritas menos rebuscadas - mas ainda quero ler todos os clássicos. Nem que seja para dizer, com fundamento, que não gostei :)

6 comentários:

  1. Haha, bem interessante o post.
    Essa novela eu não perco, apesar de quase não ter tempo.
    Me lembro das citações da Nina ao Tufão.
    Eu, sinceramente, não gosto de livros desse gênero (clássicos) até pelos mesmos motivo que você, a linguagem, (eu sempre fico entediada na leitura) e várias outras coisas que não me interessam nesses livros.
    Mas gostei do post, com a relação entre a estória tratada nos livros e com a novela :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Não assisto essa novela mas achei interessante os livros terem relação com a novela, é uma coisa interessante e que faz os expectadores se interessarem muitas vezes pelo livro.

    ResponderExcluir
  3. Não percebi isso na novela hahaha apesar que vejo DE VEEEEEEEEEEEEZ em quando ! rs

    ResponderExcluir
  4. Essa novela é d+ e ainda mais dando indiretamente dicas de livros, fica melhor ainda.

    ResponderExcluir
  5. Gostei também de Metamorfose (Ambulante, desculpe, piadinha infame lvl 506), de todos os livros aí estou do mesmo jeito que ti, só "li" Memorias Póstumas.
    Cara, essa novela é legal! Só não tem todo o meu respeito pela música de abertura (deus, por que kuduro?!?!)

    ResponderExcluir
  6. Estou igual a você, já "li" Memórias Póstumas e quero ler Metamorfose (Ambulante, piandinha infame lvl 506). A novela até que é legal e essa relação com os livros foi boa, mas a abetura é horrível...

    ResponderExcluir