terça-feira, abril 24, 2012

Resenha: Ela foi até o fim

. .


Ela foi até o fim
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 399
Link no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/78828 
Sinopse: Uma roteirista de sucesso que já contribuiu para vários filmes de ação que renderam milhões de bilheteria - ela até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal! E agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.

Resenha: Confesso que a única coisa que já havia lido da Meg Cabot eram os primeiros dois livros da série "O diário da princesa" e era uma autora que nunca tinha me chamado muita atenção (mesmo lendo a série quando era bem mais nova, achava os livros fraquinhos). Ela foi até o fim me surpreendeu nesse sentido. É um livro bem mais adolescente/adulto do que juvenil (aliás, não é uma história recomendada para crianças) e até a forma de escrita achei mais cativante.

Olhando pela sinopse parece um chick-lit bem comum. O livro não consegue fugir de alguns clichês do estilo (o famoso "te odeio, te amo", o cara galinha super desejado, a moça desacreditada no amor, etc), porém a história tem suas diferenças em relação a outros que vemos por aí - e é isso que o torna interessante.

Lou Calabrese é a nossa personagem principal no livro. Roteirista famosa (que já ganhou até Oscar!), abandonada pelo ex-namorado (que não queria compromisso mas casou com outra bem rapidinho), ruiva e que odeia Jack Tounsend - ator principal da sua série de filmes mais famosa, gato e namorador. Ok, até aí nada de novidade no estilo do livro.

Um acidente de avião faz com que Lou e Jack fiquem sozinhos e perdidos no meio do Alasca. O problema é que não foi um acidente, alguém pagou uma pessoa para assassinar Jack. Perseguições, matadores de alugel e nevascas são algumas das coisas que eles acabam tendo que enfrentar por lá - além, claro, de terem que aguentar um ao outro. Nisso a nossa história se difere das demais e se torna legal. Convenhamos, é uma história inusitada.

"- Existe alguma mulher no mercado que você não tenha levado para a cama? (...) - Tem sim.
- Tem? Quem?
- Eu não dormi com Meryl Streep - respondeu Jack -, ainda. Mas sempre há esperança." (pag.150)

A trama fica basicamente dividida em duas: Lou e Jack tentando sobreviver perdidos na neve e o resto todo da turma (amigos e família) tentando descobrir o paradeiro deles. É interessante que o livro é vai sendo narrado pelo ponto de vista de diferentes pessoas a cada capítulo. Acho que isso foi um dos motivos que me fez entender e gostar dos personagens - coisa que nem sempre acontece -, além de muitas vezes se tornar algo cômico. 


O livro tem algumas cenas bem... intensas, ou melhor, dignas de um "romance de banca". Essas partes são razoavelmente bem detalhadas, então não é um bom livro para crianças ou pessoas muito jovens.

A narrativa dele fluiu de forma bem tranquila, e a história tem vários momentos engraçados. Não chega a ser uma Marian Keyes (fazer o que, é a minha preferida), mas é um livro bem divertido. E cheio de referências a filmes clássicos! Quem é cinéfilo certamente vai se entrosar ainda mais com o livro. Algumas poucas coisas me incomodaram no livro, como o fato de Lou ficar sempre repetindo que odeia Jack, ou que deveria odiar, aquelas coisas repetitivas. Porém o livro em si me agradou. Como falei, a trama é clichê e diferente ao mesmo tempo.

Ainda bem que aqui no blog não dou nota para os livros. Simplesmente não saberia o que fazer. Não é um livro que tenha me marcado, e provavelmente é uma história que eu vá esquecer daqui um tempo mas é um livro muito legal. Se você gosta do estilo e estava procurando um livro para se divertir, aqui está! 
"Seu ex-namorado está lhe deixando com olheiras? É só aplicar um pouco de corretivo e voilà! Elas desaparecem, como se nunca tivessem existido.
Lou sorriu para o seu reflexo. "Corretivos para cicatrizes emocionais". Era uma frase boa. Talvez entrasse em seu romance" (pag. 27)
Recomendo: para quem gosta de chick-lit, não se importa com algumas cenas mais apimentadas e quer um livro apenas para ler por diversão. 

5 comentários:

  1. Gostei muito do teu blog. Adoro livros também e esse parece ser bem show! Vou procurar ler.
    Beijocas.
    http://palomaviricio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. ui ui chick-lit amoooooooooooo, Meg Cabot sempre dá um show não é mesmo? amoo

    ResponderExcluir
  3. Gostei da tua resenha. O livro parece ser bom.
    Talvez vou compra-lo.

    ResponderExcluir
  4. Até então eu não havia lido absolutamente nada sobre esse livro. De capa assim, não parece com a estória em si, mas lendo a resenha vejo que é bem mais interessante e que vai além de um simples chick-lit, (não gosto muito de chick-lits). Ficou muito boa sua resenha e me deu vontade de lê-lo. Gostei do modo como o livro, segundo você, é narrado!

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Ahhhh, eu amo a Meg, e os livros dela tb! E esse sem duvida eu quero ler! Pela sua resenha parece ser um livro bem interessante, e bem diferente de que eu achei que fosse!

    ResponderExcluir