quinta-feira, março 22, 2012

Nostalgia

. .


Sou uma pessoa nostálgica. Gosto de lembrar do passado, de reviver coisas que vivi, de lembrar de como algumas coisas me fizeram sentir. Acho que o passado é uma coisa importante demais para ser jogada para trás - a única coisa que não pode ser feita é viver apenas nele. Por isso, para mim, é algo bem difícil me desfazer de coisas materiais que, em algum momento, tiveram algum significado. O problema é que tudo me lembra algo. 

Ontem voltei na faculdade para conversar com os bixos alunos novos, tirar algumas dúvidas sobre mercado de trabalho e sobre o curso, essas coisas. Não faz muito tempo que saí de lá (nem dois anos), mas acho muito legal toda vez que volto. Olhar aquelas pessoas novas, com características muitas vezes parecidas com pessoas que conheci, sabendo os receios que elas internamente estão passando, as dúvidas, lembrando dos momentos que passei lá. Não sei porque, mas sinto muito mais essa ligação com a faculdade do que com o colégio. Talvez seja porque meu colégio mudou muito desde que saí, muitos lugares pelos quais passei já foram destruídos e colocados coisas novas em cima. Uma pena.

Enquanto olhava para aquelas carinhas (ok, alguns vários eram mais velhos que eu - coisas do curso de computação), tentava me lembrar dos meus primeiros dias. A ansiedade pelo dia do trote (que não teve), o fato de parecer impossível decorar todas aquelas regras de computação, a vontade de ir assistir palestras mesmo sem entender nada do conteúdo ainda, os amigos.

Nosso curso tem algo que é muito bom e ruim: as turmas mudam muito. Por questões de horário, de começar a trabalhar muito cedo e etc, dificilmente uma turma se mantém inteira por mais que três semestres e alguns vão ficando para trás - ou resolvem adiantar umas matérias. O bom disso é que conhecemos quase todas as pessoas que fazem o curso. O ruim é que alguns amigos vão ficando, e a vontade de se formar junto vai se tornando algo complicado.

Bom, vão me dizer que para tudo isso ainda temos a tecnologia a nosso favor - ainda mais em um curso que todos estão em, no mínimo, umas três redes sociais - mas já percebi que é algo diferente. Tenho vários ex-colegas no Facebook, por exemplo, mas é como se visse as notícias sobre eles em algum tipo de janela distante. Eles não estão ali disponíveis. Reencontrei um ex-colega ontem. Foi como se não soubesse nada sobre ele desde que saímos da faculdade. E não adiantam as promessas de manter contato, as atualizações no twitter. Só vou sentir que reencontrei ele novamente quando o vir pessoalmente em alguma outra casualidade. Algumas pessoas talvez eu nem dê a casualidade de encontrar. É a vida.

Tenho mais dois assuntos para conversar nesse sentido, mas não vão ficar para hoje. Não sobre os momentos de nostalgia, mas sobre os momentos em que a gente sabe que são uma marca, onde temos que decidir deixar algumas coisas no passado para poder seguir em frente. Os momentos de mudança. E as pessoas que passaram por algum momento da nossa vida. Não creio que, porque não falamos mais com elas, elas tiveram menos importância. São amigos de estação, e cumpriram o seu papel - por isso foram embora.


Comecei com nada e cheguei a lugar nenhum. Não tenho conclusão para esse texto, apenas reflexões mesmo. Esses assuntos nunca se esgotam.


Acho que ando reflexiva até demais. Deve ser o aniversário chegando...

2 comentários:

  1. Ainda não fiz faculdade, mas eu sempre volto no meu antigo colégio. Estudei em três minha vida toda: o jardim de infância em um, o ensino fundamental em outro que era das mesmas diretoras (então as turmas continuaram as mesmas) e o ensino médio em outro. Ás vezes volto no do Ensino Fundamental, até porque meus irmãos estudam lá, e é um lugar no qual eu me sinto super bem. Apesar de ter mudado, e até melhorado, ainda sinto saudades dos dias que passei nele. Quanto ao do Ensino Médio eu não quero nem ver! haha. Foram os piores 3 anos da minha vida, sério :/ Mas enfim...

    Eu gosto de textos reflexivos! E adorei esse. *-* Vou aguardar o próximo.

    Beijão,
    @flafsbp
    { http://17ezesseteinvernos.blogspot.com/ }

    ResponderExcluir
  2. Admito que quando a data de aniversário está próxima também fico reflexiva!Os momentos de mudança, esses são tão complexos,mas necessários.Ainda falta 1 ano para a minha formatura,mas as vezes me lembro de quando entrei na universidade(a empolgação de ser caloura,as aulas inaugurais,os primeiros professores,etc).Enfim,sinto falta disso e não gosto de pensar que meus amigos e eu vamos nos separar.Mas é a vida e tudo é vento que passa.

    Fabianne

    ResponderExcluir