quinta-feira, dezembro 22, 2011

Balanço de 2011

. .


Esse texto vai ser um pouco mais pessoal do que vocês estão acostumados, mas não posso deixar de postar. Adoro retrospectivas e nada melhor do que um espaço para fazer a minha. Além disso, é sempre bom fazer um balanço das coisas que aconteceram para ver o que foi bom e o que pode melhorar né?

Blog
- Nascimento do blog: em 20/06 lá estava eu, ainda surpreendida com uma  matéria de jornal que havia lido. Precisava falar disso em algum lugar. Como já tive 500 blogs, resolvi criar mais um com o intuito de ter onde "descarregar" quando fosse preciso. Assim começou o blog.

- Blog literário: um bom tempo depois, em 22/09 (!), comecei a  repensar sobre coleções. Resolvi ter uma coleção de marcadores. Considerando que já gostava de ler bastante, vi que seria uma boa oportunidade para entrar nesse mundo. Assim começou o blog como vocês conhecem hoje, falando de livros, marcadores, e o que vier na cabeça.

Tudo mais
- Leituras: com essa função do blog, dos marcadores, e de voltar a ser mais ativa no Skoob, minha meta de leitura finalmente conseguiu ser batida. Voltei ao velho (e bom) costume de ler todos os dias. E os meus livros? Nem cabem mais na estante.

- Viagens: esse foi o ano da minha primeira viagem internacional! Parece que já faz tanto tempo... Viajamos para Buenos Aires em agosto e lá passamos uma semana. Maravilhoso, aprendi muito. Será que vale fazer um post com dicas sobre lá?

- Estudos: ahhhhhhh esse ano não teve nada! rs Estou há um ano e pouco formada e ainda não sinto saudades dos estudos. Bom, considerando que fiquei dos meus 5 até os 21 anos estudando sem parar, nada melhor do que uma folga. O que não significa que não aprendi coisas novas.

-  Casamento: nada melhor do que ficar feliz com a felicidade dos outros. Ver uma amiga de nascimento casando é algo... emocionante e indescritível.

- Namoro: tive a sorte de encontrar alguém ótimo, um companheiro que não só me faz muito bem como me ensina coisas que demorei anos para aprender. Que seja eterno enquanto seja feliz, e que seja feliz para sempre :)

- Voluntariado: depois de anos consegui realizar o desejo de me juntar ao voluntariado. Não consegui fazer tanto quanto queria, mas estou organizando o meu tempo para que ano que vem possa ajudar mais ainda.


Harry Potter: terminou! :~~ Pelo menos terminou em grande estilo, ótimo filme! Aproveitei para ir na pré-estreia e fui com o meu moletom de Hogwarts. Chorei horrores no filme...

Aprendizados
- aprendi (ou melhor, confirmei) que não tem coisa melhor do que aproveitar as oportunidades de trabalho o mais cedo possível. Pode ser que você comece ganhando pouco (ou nada), mas a experiência é sempre um diferencial imbatível - sem contar que só assim, com a prática, que você realmente vê se está no curso certo.
- aprendi que, realmente, ter cara de mais nova tem suas vantagens. A melhor delas é poder surpreender as pessoas.
- aprendi que idade é a coisa mais relativa que existe - mais ainda do que o tempo.
- aprendi que, sempre que pode, o destino dá uma forma de fazer a gente quebrar os "eu nunca" que um dia já dissemos.
- aprendi que todos tem os relacionamentos que procuram ter. Se a pessoa não luta por coisas melhores, vai ficar com o básico sempre - e se a pessoa acha bom, quem sou eu para dizer que não?
- aprendi que é bem mais fácil resolver os problemas dos outros do que os nossos.
- aprendi que o mundo é um lugar só e, graças a tecnologia, podemos conversar - literalmente - com todo o mundo.
- aprendi que a verdade as vezes dói, e que ela é mais fácil de falar do que de ouvir. Mas por mais que doa, tem horas que ela tem obrigação de ser dita.
- (re)aprendi que os livros são uma ótima forma de viajar. De chorar. De sorrir.
- aprendi que as vezes achamos uma coisa mediana muito boa - simplesmente porque não conhecemos algo melhor. E que isso pode ser um grande empecilho.
- aprendi que as vezes não adianta querer ajudar todo mundo a corrigir os seus problemas - tem pessoas que simplesmente não querem ajuda.
- aprendi que por mais que a gente se esforce, acaba magoando alguém que não queria - as vezes nem é por nossa culpa. E não podemos ficar achando que é.
- começo a desconfiar de que os adultos - felizes - se divertem mais do que os adolescentes.
- aprendi que um elogio pode fazer o dia de uma pessoa.
- aprendi que certas coisas nunca vão mudar.
- aprendi que mesmo no mundo do trabalho não precisamos tentar sempre estar aparecendo - acaba ficando realmente chato. Em qualquer lugar, a melhor propaganda continua sendo a boca-a-boca, mesmo que demore um pouco mais.
- aprendi que pessoas espalhafatosas são assim por algum motivo.  E que em 90% dos casos (Fonte: Instituto Tami de Pesquisas) geralmente é baixa auto-estima ou estresse.
- aprendi que estresse é algo mais comum do que imaginava, e não é frescura.
- aprendi que é inevitável ver como as crianças crescem rápido e não falar "como tu cresceu!" ou pensar em como o tempo passou.
- aprendi que sempre - sempre - vai ter alguém para reclamar, independente do que seja. Tem gente que reclama por diversão. 
- aprendi que por mais que nossos pais reclamem de algumas atitudes nossas, eles foram mais parecidos com a gente do que imaginamos.
- aprendi que algumas pessoas não aceitam diferenças - se você não gosta do que elas gostam, você tem o gosto ruim. E, não, isso não tem como mudar.
- aprendi que pessoas mudam sim. Mas só se elas quiserem.
- aprendi que, por mais que não tenha paciência, não tenho o direito de ser rude. Aprendi também que impaciência é algo muito difícil de controlar.
- aprendi que o mundo continua sempre girando e o destino conspira para você ser feliz - mas você tem que dar oportunidade.
- aprendi que todos os anos aprendo várias coisas - e mudo de ideia sobre várias coisas que falei :)

0 comentários:

Postar um comentário