terça-feira, outubro 25, 2011

Resenha: Os homens que não amavam as mulheres

. .


Resumo do livro: "Os homens que não amavam as mulheres' é um enigma a portas fechadas - passa-se na vizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou."

Resenha:
"Os homens que não amavam as mulheres" é o primeiro volume da trilogia Millennium, do escritor Stieg Larsson. Li esse livro no início do ano, mas ainda lembro bem da história.


Mikael Blomkvist é um jornalista que está sendo condenado por difamação contra o financista Wennerström. Ele é editor-chefe da revista Millennium e teme que essa condenação afete a imagem da revista.
Lisbeth Salander é uma mulher fora do comum. Quieta, com uma aparência peculiar, e uma inteligência genial, é uma investigadora excelente. Porém tem sérios problemas de relacionamento.
Henrik Vagner é um milionário que é assombrado há quase 40 anos pelo desaparecimento da sua sobrinha, Harriet. Ele está convencido que alguém - da família - a matou.


Henrik aproveita a situação de Mikael para pedir a ajuda dele na investigação sobre o desaparecimento da sobrinha. Mikael, por sua vez, pede a ajuda de mais uma investigadora, Lisbeth. E então a trama começa a se desenrolar.


Desde o momento em que comecei a ler, o livro me pegou. A história tem uma ótima trama e um suspense envolvente. Lisbeth é uma personagem que, de certa forma, cativa. E toda a história sobre Harriet é bem desenvolvida. Além disso, o livro mostra vários problemas dos quais não ouvimos falar muito na Suécia, em especial a violência contra a mulher. Essa parte é bem inserida no livro, fazendo a crítica se integrar bem com a história.


Vale lembrar que o livro tem algumas partes relativamente pesadas. Quem é um pouco mais sensível talvez não se sinta muito a vontade nelas. E são coisas importantes, então não tem como simplesmente passar por cima.


No início do ano que vem chega ao Brasil a versão americana do filme. Já existem os três filmes na versão original - sueca - mas não cheguei a ver. 
Pelo trailer parece que o filme americano vai fazer um bom jus ao livro, vamos torcer! Abaixo podem ver um dos trailers e entender um pouco melhor a história.


Ah, e já estou lendo o segundo livro, adorando também.




Avaliação: 5/5

3 comentários:

  1. Leia a trilogia toda!É de tirar o fôlego,depois que ela chega ao fim dá uma tristeza enorme!Mas vale muito a pena ler.

    ResponderExcluir
  2. Quero a triologia, parece muito perfeito! A capa é PERFEITA!
    Eu queeeeero!

    ResponderExcluir
  3. Ao contrário do que aconteceu com você, "Os homens que não amavam as mulheres" não me envolveu no incio da leitura. Na verdade, eu tive duas experiencias distintas com esse livro, pois o li duas vezes. Na primeira, achei a história excelente, mas o livro enrolado. Achei que o autor dedicava muito tempo a coisas do dia a dia de Mikael que não contribuíam para o avançar do caso. Mesmo assim gostei do livro, tanto que, um ano depois, quis ler novamente para dessa vez ler toda a trilogia. E eis que da segunda vez eu adorei o livro. Talvez por ter tido mais tempo para ler e então pude mergulhar mesmo na história (bom...li a trilogia toda em um mês!)
    Beijos
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir