quinta-feira, julho 14, 2011

Harry Potter: desabafo de uma fã

. .


Hoje é o fim de tudo. De verdade. É o fim de algo que me acompanha há 11 anos, mais tempo até que alguns amigos.

Há 11 anos atrás eu comprava um livro novo, que tinha uma capa que parecia interessante e já tinha sido recomendado por uma amiga. Sempre gostei de ler, mas quando peguei aquele livro achei que não ia me interessar pois era muito grosso, mais de 100 páginas (!). Tinha 11 anos na época.

Cheguei em casa, fechei a porta do quarto para ter silêncio, me ajoelhei no chão e coloquei o livro em cima da cama - a forma que eu considerava mais confortável para ler. Isso foi no início da tarde. Só abri a porta do quarto novamente quando já passavam das 19 horas, e tinha terminado de descobrir a minha nova paixão. Fiquei simplesmente fascinada e lembro de contar para o meu pai que o livro era muito bom. Sim, eu li o primeiro livro em uma tarde.
Tinha 11 anos. Época de receber as cartas para Hogwarts. Não recebi a minha. A minha coruja só pode ter errado o endereço.

Ali começou o meu fanatismo, a minha paixão, ou qualquer outro nome para isso. Na época, mal sabia que o 4º livro ainda estava para ser lançado. Mal sabia que um filme seria lançado no próximo ano. A febre "Harry Potter" estava apenas começando.

Comecei a colecionar tudo o que encontrava. Comprava revistas que tinham reportagens, mesmo que fosse só uma notinha de rodapé. Álbuns de figurinhas, moletons, qualquer coisa que tivesse menção à série. Qualquer.
Quando o primeiro filme estava para chegar em VHS (hoje parece bem antiquado não?) e DVD, lembro de ver na internet que o DVD, e apenas ele, traria cenas extras, além de jogos e bastidores do filme. Mas tinha um problema: eu não tinha aparelho de DVD. Foi uma crise. Convenci a minha mãe que nós PRECISÁVAMOS de um DVD. E convenci. Compramos o nosso primeiro aparelho de DVD só porque eu queria ter o DVD do Harry Potter e a Pedra Filosofal.

No dia do lançamento, lembro de morrer de medo que esgotassem os DVDs que viriam com um "galeão". Então, na hora em que o supermercado abriu, eu já estava lá. Confesso que fiquei triste porque não vi mais muita gente fazendo isso. Nos meus sonhos tinha várias pessoas se empurrando porta adentro na hora que o mercado abrisse. Achei uma pena, para ser sincera.

Nesse meio tempo, comecei a participar de um fórum sobre Harry Potter. Era muito divertido. Tentávamos descobrir o que iria acontecer nos próximos livros, liamos alguns capítulos dos livros futuros através da tradução de algumas almas caridosas, fazíamos fan fics, conversávamos muito... e chegamos a fazer um baile. Pelo ICQ.
No fórum, teve até "convite" dos garotos para as garotas "acompanharem" ao baile. Mesmo com a minha internet discada - e tendo que sair algumas vezes para minha mãe poder usar o telefone - achei muito divertido.

Quando o último livro foi lançado, sabíamos que as coisas iam diminuir um pouco. O fórum foi pouco a pouco abandonado. Toda a conversa sobre "o que iria acontecer" não precisava mais existir. Só nos restaram os filmes, que geravam momentos de euforia quando estava perto do lançamento. Não era a mesma coisa, mas nos bastava.

Hoje estou indo ver a última parte do último filme. Com o meu moletom de fã, meu moletom de Hogwarts. Vou, pela última vez, sentar no chão da fila e ficar esperando chegar meia noite 21h (consegui ingressos para uma sessão especial antes, uêba!). Depois disso, oficialmente, tudo terminou. Não temos mais pelo que esperar. Meu fichário, completamente recheado de reportagens, álbuns e lembranças, vai continuar do tamanho em que está.

A minha vida, já de adulta, não vai abandonar essa série que me seguiu por tanto tempo. Espero que se torne um clássico, que seja lido e relido por muitas gerações. Que consiga finalmente o Oscar tão merecido. Espero que um dia meus filhos entendam a importância que isso teve para mim, mesmo que eu já não saiba explicar porque.

Mas no fundo sei que sempre vou saber. Não importa quantas vezes já tenha lido os livros, a cada vez que releio a minha paixão volta. E volto a ser aquela menina de 11 anos ajoelhada no chão do quarto com o livro apoiado na cama. Como J.K disse na premiere "Hogwarts será sempre a nossa casa".

0 comentários:

Postar um comentário